4 atitudes femininas que atrapalham a carreira

4 atitudes que atrapalham a carreira

Foto Photostock Images site: http://bit.ly/gdAJw0

Desde que conquistou um espaço no mercado de trabalho, as mulheres se esforçam para igualar seus direitos aos dos homens. Mesmo conquistando oportunidades em importantes empresas, parece que algumas promoções cobiçadas são constantemente direcionadas sempre à ala masculina da empresa.

Segundo um estudo realizado recentemente pelo Instituto Europeu de Liderança e Gestão, a barreira que impede as mulheres de angariarem altos cargos é a insegurança. Enquanto 70% dos homens afirmam ter um nível elevado de confiança, apenas 50% das mulheres apontaram essa característica. Sem contar que metade das mulheres revelou ter dúvidas sobre suas performances da carreira, enquanto este sentimento foi apontado apenas por 31% dos homens.

Com o intuito de virar esse jogo as especialistas em liderança Jill Flynn, Kathryn Heath, and Mary Davis Holt indicaram para o site da revista "Harvard Business Review" os quatro erros que mais atrapalham a carreira das mulheres:

Primeiro erro: ser excessivamente modesta. Segundo o estudo os homens expõem mais seus sucessos, enquanto as mulheres acham que suas realizações falam por si. Porém, Malu Monteiro, consultora na área de gestão empresarial, personal & professional coaching, discorda:

"Em um universo de aproximadamente 1.000 profissionais, de ambos os sexos, não podemos rotular que as mulheres são excessivamente modestas. Agir com modéstia é um atributo que pode ser uma desvantagem em um espaço e que pode ser uma grande vantagem em outro", pensa. "Para modificar esta postura a mulher precisa parar e pensar: ‘para ter a carreira que desejo, que aspectos comportamentais preciso melhorar?’"

Segundo erro: não pedir. O estudo defende que as mulheres perdem promoções porque não se promovem (não pedem mais responsabilidade aos seus gestores). Para Malu, é papel da mulher dizer ao gestor que tem interesse em novas oportunidades, uma vez que este profissional tem a missão de reconhecer os resultados, competências, habilidade e atitudes dos demais profissionais.

"A sensação que eu tenho é que no Brasil, trabalhamos em busca do ‘sim’ e uma postura mais pró-ativa é combatermos as comparações entre os sexos. Um gestor inteligente respeita a diversidade e maximiza o que todos trazem de positivo", defende a consultora.

Terceiro erro: se misturar à multidão. Ou seja, a mulher faz de tudo para não chamar atenção, não fazem perguntas nem comentários em reuniões ou em outros locais por insegurança. Segundo Malu, a mudança acontece a partir do momento em que a mulher percebe que viver requer confiança. E o que torna uma pessoa confiante é enxergar o futuro com uma certeza interior que a impulsiona para frente.

"Combata a insegurança fazendo aquilo que mais teme. Busque apoio profissional, como processos de coaching, descubra os seus talentos e o que pode fazer com eles. Misture-se à multidão se isto for conveniente pra você, mas aprenda a fazer as outras pessoas notarem suas mudanças positivas ", aconselha.

Quarto erro: permanecer em silêncio, não fazer comentário quando tem algo relevante a dizer. Mesmo ressaltando que o silêncio possui aspectos positivos e negativos, a consultora pensa que alguns profissionais perdem excelentes oportunidades por falarem fora do contexto e ainda sem dados que lhe conferem credibilidade. "Se o profissional tem algo relevante a dizer, se a sua contribuição for positiva para a equipe, não há razão para calar-se", diz.

E orienta: "Caso você identifique comportamentos prejudiciais à sua carreira, como a falta de expressão no momento certo, timidez, medo de falar em público, neutralize estas características e aprenda a melhor maneira de desenvolver as habilidades necessárias para solucionar seu problema.


Malu acredita que, ano a ano, as mulheres demonstram que suas competências independem do sexo e que a diversidade é uma das formas de desenvolvermos times vencedores. Portanto, seria limitado fazer uma abordagem "nós versus eles".

"Meu conselho vale para todos os profissionais: busque o equilíbrio, esteja atento às suas limitações e ciente dos seus talentos. Olhe para o seu redor em posições diferentes, assim terá muitas visões e usará a sua sabedoria para tomar decisões", diz Malu. "Sabendo o que quer você passa a caminhar com firmeza, desenvolvendo os aspectos que precisa melhorar e explorando aqueles que lhe beneficiam", completa.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente