Sons e Feng Shui: entenda os efeitos do som no ambiente

Fátima Gomes explica os efeitos dos sons na harmonia da casa
feng shui sons

Foto: Istock

Feng-Shui é conhecido como uma arte ou ciência oriental que visa reorganizar a energia dos ambientes através da disposição de móveis e objetos, permitindo desta forma, atrair boas vibrações e influências benéficas para o local em questão. Mas, você sabia que os sons também têm uma parcela grande de importância e também devem ser manipulados a favor do bem-estar dos moradores?


Para o Feng-Shui, o som é um fator estimulante, que pode despertar e clarear a mente ou dispersar correntes nocivas em ambientes depressivos, transformando e atraindo energia de boa qualidade. Todos os campos de som interagem uns com os outros e podem aumentar ou reduzir a nossa energia pessoal quando estamos em um determinado espaço. 

O efeito dos sons

feng shui sons

Foto: Istock

O som nos acompanha por toda parte. Alguns são reconfortantes e agradáveis, como os sons da natureza, das ondas do mar ou de um pássaro cantando, e outros, de porte destrutivo, como os sons de uma construção próxima ou aquele produzido por um avião voando em baixa altitude. 

O que nem todos sabem é que os sons podem ser inseridos no ambiente com fins definidos e para atender objetivos específicos. Um bipe ou campainha na entrada de uma loja causa sensação de segurança pelo simples fato de avisar quando alguém chega, mas se o som produzido for pouco harmônico, o resultado pode ser uma irritação a longo prazo. 

Experimente substituir a campainha por um sino dos ventos, por exemplo, este objeto feito de madeira ou bambu nos direciona para nosso intelecto, possibilitando grande inspiração para artes e também para resoluções de problemas cotidianos.

Já se for de metal, além de avisar quem está chegando, o sino manterá as energias pesadas afastadas. Ouvir melodias calmas com sons da natureza também estabelece calma e leveza ao ambiente. Sons de flautas trazem suavidade e alegria, fontes de água ou som da chuva trazem introspecção, paz e equilíbrio. 

Tenha em mente o básico: sons harmônicos e pacíficos causam obviamente harmonia ao ambiente e paz de espírito às pessoas que nele habitam. Afaste-se ao máximo de ruídos repetitivos e invasivos e o estresse, a raiva e o descontentamento também permanecerão distantes. 

O mais importante, é dispor de coerência em cada situação e utilizar o conhecimento do equilíbrio energético que o som pode proporcionar com maestria. Assim, contribuímos para o bem-estar e a saúde física e emocional do indivíduo inserido neste contexto.

Por Fátima Gomes

Redes Sociais da autora:

Whatsapps:+ 56 988496956

Facebook: /fatimagomes.net/

Twitter: @Fatimagomesbr

Play Store: goo.gl/LyRd5c

Comente