Mobiliários ecológicos com design verde

Mobiliários ecológicos com design verde

Cangalha-DECAMERON.Foto/Divulgação

Produtos sustentáveis têm ganhado força no mercado brasileiro. Para mulheres antenadas nas questões ambientais, produtos ecologicamente corretos são uma questão de princípios. Pensando nesse público específico e cada vez mais exigente as empresas investem no design verde, peças feitas com o reuso de materiais descartados tanto pela natureza, quanto por outras empresas. A seguir, algumas sugestões de design verde para mobiliários, aliando decoração e colaboração com o meio ambiente.

DECAMERON

O designer Paulo Alves utilizou madeiras descartadas para fazer a chaise Cangalha que aproveita todas as sobras de madeira de marcenaria. São sarrafos de diversos tamanhos modelados um a um, até formar a espreguiçadeira. Visualmente o móvel parece duro e desconfortável, mas revela-se macio, aconchegante e acolhedor. Cangalha é comercializada com exclusividade na Decameron.

CARBONO

Poltrona, cadeira e luminária da linha Pallet são feitos com o estrados de madeira utilizados na otimização de cargas e descartados pelo Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). O projeto é do designer de interiores Mauricio Arruda, responsável pela representação do Studiomama no Brasil. As vendas são pela Carbono.

A LOT OF

O Studio Ház trouxe a coleção Mel que foi inspirada nas caixas usadas na apicultura em sua concepção. "Estávamos na fazenda do Fernando quando vimos as caixas que nos chamaram a atenção pela cor, resistência e novo uso que poderíamos dar a elas", explica o arquiteto Saulo, sócio e empresário do Studio Ház.

A Mesa Luz também foi desenvolvida pelo Studio Ház com materiais que seriam descartados, como a sobra de madeira pinus. Esse material permite a passagem da luz, com uma lâmpada posicionada embaixo da mesa de encaixe.

A Poltrona Under Construction Homeless foi criada pelo designer Pedro Franco. Feita com o reaproveitamento de aço em construção e o revestimento com sobras de feltro.

ATEC ORIGINAL DESIGN

O Carpete Lees, além de ser mais eficiente e limpo, utiliza materiais recicláveis e renováveis, diminuindo a dependência do uso de substâncias químicas. Sua constituição é feita por placas, sendo, portanto, um carpete modular, desta forma, quando uma parte for danificada basta retirar ou trocar.

BY KAMY

A By Kamy aderiu a sustentabilidade em cada detalhe, especialmente nos tapetes. Fibras naturais aliadas ao design sofisticado formam peças modernas e ecologicamente corretas. A Coleção Nepal Vento traduz a beleza da composição do hemp, cactus e aloe sem agredir a natureza. Os tapetes da linha estão nos tamanhos 4m x 3m ou 5m x 3m.

TECDEC

Feitos de fibras de bambu os tecidos podem ser usados para revestimento de parede. O que sugere toque rústico e aconchegante na composição do ambiente.


Monica Cintra

Árvores que caem de maneira natural e madeiras desprezadas pelo homem tornam-se belíssimas peças criadas pela designer paulista Monica Cintra. Cascas e raízes envelhecidas compõem um design original, aproveitando o caminho das brocas e o desgaste esculpido pelo tempo que se transforma em marca em peças únicas.

Por Catharina Apolinário

Comente