Dicas para usar iluminação na decoração

O arquiteto Paulo Henrique Barbosa contou para o VilaMulher como decorar cada ambiente e quais lâmpadas usar

Quando falamos de iluminação e decoração, nós temos sempre que levar em conta qual o que queremos para o ambiente. E de acordo com o arquiteto Paulo Henrique Barbosa, sócio do escritório CiaBarbosa Arquitetura e Interiores e professor de workshops da rede C&C Casa e Construção, existem dois objetivos possíveis: a razão e a emoção. A Razão geralmente é aplicada em áreas que precisam de iluminação para realizar alguma tarefa, como a cozinha, por exemplo. Já a emoção, é uma luz que cria efeitos decorativos e dá charme.

Para falar mais sobre isso, Paulo Henrique, convidado pela C&C Casa e Construção, contou especialmente para o Vila Mulher segredos para deixar sua casa ainda mais bonita utilizando iluminação. 

Veja como transformar o ambiente com luz e inspire-se:

Casa própria ou alugada? Saiba como dar os primeiros passos!

Espaço Gorumet CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

Foto: CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

De acordo com o arquiteto, se a casa for alugada, temos opções de trilhos eletrificados com spots, abajures, luminárias de chão e bancada. Já quem tem casa própria pode fazer um projeto de iluminação pensando na sua necessidade. “Uma parede com revestimento pode ter muito mais valor estético se estiver iluminada”, exemplifica.

Truques para não errar na iluminação da sala

Cozinha e Sala CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

Foto: CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

O professor de workshops da rede C&C explica que a sala precisa ter o perfil do morador para  depois definir o uso da sala. “Se for uma sala de estar, pode ter pontos de iluminação focados na mesa de centro e abajures que além de bonitos auxiliam a iluminação”, afirma. 

Qual a iluminação certa para o quarto?

iluminação na decoração

Foto: CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

O ideal é utilizar luzes que não sejam diretas. “Fitas de LED em móveis, atrás da cabeceira, são opções charmosas”, diz. 

Dica para quem tem sono leve: apostar nos balizadores, peças embutidas na parede próximas ao rodapé. Elas se parecem com a que temos nos degraus de cinemas. Ótimo para quem não quer acender a luz do teto durante a noite.

Iluminação no exterior da casa

Área Externa CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

Foto: CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

A dica do arquiteto Paulo Henrique é valorizar detalhes em lugares como a fachada, muros, degraus. Você também pode reservar balizadores no chão para destacar no período noturno.

“Indico lâmpadas de LED com temperatura de até 3000K, o LED tem baixo consumo de energia, você pode deixar o jardim acesso por mais tempo”, sugere. 

Decoração com iluminação LED

“Hoje o LED é a melhor alternativa para não ter surpresas na conta. A lâmpada não é a mais barata, mas é a que tem o melhor custo x beneficio”, conta. Dicas para comprar lâmpadas de LED:

  • Para salas, quartos, sala de jantar - Comprar lâmpadas de até 3000k. Elas dão um efeito mais amarelado, próximo as lâmpadas incandescentes.
  • Para cozinhas e banheiros -  Apostar nas lâmpadas de 4000k por serem mais brancas
  • Últimas tendências em iluminação:

    Cozinha CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

    Foto: CiaBarbosa Arquitetura e Interiores

    O profissional conta que poucas peças aparentes no teto é uma das apostas. “A luz sai de ‘rasgos’ no gesso, atrás de painéis, embaixo de móveis aéreos”, diz. Além disso, ele comenta que balizadores, e luminárias de bancada e chão também também estão em alta.

    O que NUNCA fazer no interior da casa:

    Nunca instale pontos de iluminação com lâmpadas quentes em cima de mesas de refeição, sofás ou poltronas. Também é importante evitar pontos de iluminação direcionados para o sofá. Todos esses erros podem incomodar as pessoas.

    Por Thamirys Teixeira

    Comente