Reforme a casa sem quebrar azulejo

azulejo

Shutterstock

A gente sabe que quando o assunto é reforma, um dos principais empecilhos e desgastes é a hora de quebrar azulejos, tirando o velho pra colocar o novo. Mas se você está sem tempo, dinheiro e paciência pra aguentar o quebra-quebra, existem soluções bem mais práticas para transformar o revestimento e redecorar o ambiente.

Já pensou poder se livrar do trabalhão de comprar material novo, contratar mão-de-obra para fazer o serviço, alugar caçamba e ainda aturar a bagunça, a poeira e o barulho provocados pela reforma?

Você encontra mais de uma alternativa de salvação. No caso dos pisos dá pra cobrir os antigos por acabamentos laminados, vinílico ou porcelanato, que podem ser assentados sobre a cerâmica que já existe.

Já as paredes tem uma opção ainda mais interessante e prática: a tinta! Mas calma que não é qualquer tinta não. As mais indicadas para esse tipo de pintura são a epóxi e a PU. Mas, se por acaso a cor que você deseja usar não tem nessas versões, não tem problema. Você pode passar uma tinta epóxi ou PU como primeira camada e cobri-las com a tinta desejada na segunda vez.

Mas antes de pintar é preciso ver o estado geral do revestimento. Se algumas peças estiverem estufadas é melhor verificar com um encanador se as coisas estão certinhas, vai que tem um vazamento por aí. Já se algum azulejo estiver descolado, é melhor pedir a ajudinha de um pedreiro antes, pra deixar tudo alinhado e ficar mais bonito no resultado final da pintura.


Mas para ficar com um acabamento perfeito mesmo, é preparar também a área limpando bem, com tíner, para retirar toda a sujeira e gordura impregnadas nas peças e no rejunte. Esse trato mais a pintura dura em média uns 5 anos. Vale muito o pouco investimento!

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: reforma azulejo decoração pintura