Piso sobre piso: tudo o que você deve saber antes da reforma

Menos sujeira e mais sustentabilidade! Veja os benefícios do piso sobre piso!
piso sobre piso

Foto: iStock_DimitarOmi

 

Aplicar piso sobre piso além de mais barato é em geral mais rápido, Você quer trocar o piso da sua casa mas não quer saber de muita bagunça na reforma? Talvez usar da técnica de piso sobre piso seja a opção adequada para você! Além de prático, o piso sobre piso produz menos entulho, o que é melhor para você e menos agressivo para o planeta!


Porém para colocar piso sobre piso em casa é preciso saber algumas informações importantes. Você precisa saber como anda o nivelamento do seu piso anterior e escolher bem os materiais utilizados. Para tirar todas as suas dúvidas sobre piso sobre piso, a C&C Casa e Construção juntamente com o VilaMulher convidou a arquiteta e gerente de tendências Flávia Meller.  Veja nossas dicas de acordo com as orientações da profissional:

Piso sobre piso não é para qualquer casa!

O piso sobre piso não deve ser usado em cima de tacos e/ou outros pisos de madeira pois a argamassa colante de revestimentos cerâmicos pode gerar uma umidade danificando a madeira de baixo. Além disso, um bom assentamento do piso de baixo é essencial. Se as peças estiverem soltando por exemplo,  outro piso não pode ser colado por cima.

A técnica pode ser usada em cômodos com o piso antigo bem assentado e utilizar a argamassa específica para piso sobre piso.

A espessura do piso e o peso devem ser avaliados 

Hoje existem porcelanatos com espessuras a partir de 3,5 mm e azulejos para paredes a partir de 6 mm. De acordo com a profissional, a Portobello tem a coleção “Extra Fina” e a Incepa tem a coleção “Parede Fácil” – materiais próprios para este uso.

E financeiramente? Piso sobre piso compensa?

piso sobre piso

Foto: iStock_Imagemakers

Flávia conta que por se tratar de tecnologia sua casa precisa do que existe de mais moderno na produção de revestimentos, o que pode ter um custo a mais. Em compensação,  quebrar o piso antigo leva mais tempo de serviço – o que reflete no custo da mão de obra. “Acaba compensando o piso sobre piso por menos tempo de obra e menos sujeira” afirma.

Quanto tempo dura o piso sobre piso?

Uma foto publicada por Diocy Gomes (@diocoh) em

Se você procura durabilidade, as notícias são boas. Flávia contou que por se tratar de porcelanato não existe prazo de validade para o piso sobre piso.”O mal uso que limita a vida útil de um revestimento , por isso sempre aconselhamos comprar o produto certo para o local de uso, como os complementos: argamassa específica e rejunte específico”, finaliza.

Por Thamirys Teixeira

Comente

Assuntos relacionados: Thamirys Teixeira pisos piso porcelanato