Óleos para os cabelos: 7 tipos e suas funções

Óleos para os cabelos

Foto - Michael Haegele/Corbis

Os óleos vieram para ficar. Encontrados em xampus, séruns, cremes sem enxágue e máscaras capilares, eles suprem às mais variadas necessidades: nutrem, reduzem oleosidade, restauram, dão leveza e brilho.

Os mais diferentes tipos de cabelos podem ser tratados com óleos, desde os ressecados por conta de uso intenso de química até os naturalmente ressecados por alimentação incorreta, falta de produtos adequados e até por problemas emocionais como o estresse.

Há várias maneiras de se usar os óleos capilares. Você pode pingar algumas gotas no shampoo ou máscara de tratamento, aplicar nos cabelos úmidos ou após a escova e a prancha para fazer uma espécie de selagem nos fios.

E você sabe a qual a função correta de alguns óleos disponíveis no mercado? Se não sabe não precisa se desesperar. O Vila Mulher fez uma pesquisa e já vai lhe ajudar.

Óleo de argan

É capaz de proteger o cabelo contra agentes externos como vento, sol e poluição. É ótimo para tratar cabelos ressecados por processos químicos de fora para dentro. Reparador, hidratante e fortalecedor, o óleo puro pode ser aplicado sobre os cabelos secos ou úmidos.

Óleo de ojon

Conhecido como "milagre caribenho", o óleo penetra profundamente no fio e o restaura de dentro para fora. É indicado para cabelos ressecados pela química, que passam constantemente pelo secador e chapinha e para cabelos tingidos. O óleo de ojon também protege os fios contra os raios ultravioletas.

Óleo de jojoba

Além de hidratar e melhorar a qualidade dos fios, o óleo de jojoba ajuda combater a caspa. Quando a aplicação é aliada a uma boa massagem capilar, o produto ajuda a eliminar o sebo que fica impregnado no couro cabeludo oleoso, deixando os fios mais fortes e estimulando o crescimento deles.

Óleo de cálamo

Além de selar a cutícula dos fios, protegendo-os de fatores externos, o óleo ajuda a modelar o cabelo e a combater o frizz. Costuma ser usado por quem tem cabelos cacheados ou sem "forma".

Óleo de Alecrim

Originário da região do Mediterrâneo, o óleo estimula a circulação e o crescimento dos fios. É bastante indicado também por quem sofre com caspas. Além de combater o problema,o óleo de alecrim previne a queda capilar.

Óleo de melaleuca

Também chamado "Tea Tree", o óleo de melaleuca combate a caspa, minimiza escamações no couro cabeludo e ajuda a combate a secura dos couros cabeludos. Vale lembrar que esse óleo é super versátil e é usado para tratar doenças, cuidar da pele entre outros benefícios.

Óleo de macadâmia

Com alto poder de absorção, o óleo é facilmente sugado pelos fios. Ele fortifica a fibra capilar, previne o envelhecimento dos fios, dá brilho, hidrata e ainda prolonga o resultado dos processos químicos. O óleo também ajuda a domar os cabelos, combatendo o temido frizz.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente