Laser promete reduzir a calvície

Laser promete reduzir a calvície

A queda de cabelo causa muitos transtornos na vida de uma mulher. Numa sociedade tão preocupada com a aparência, a calvície só costuma ser aceita no caso dos homens. Entre o público feminino, dependendo dos casos, a falta dos fios pode trazer problemas sérios como baixa autoestima ou até depressão.

E para livrar homens e mulheres da queda de cabelos um novo produto chega ao mercado: o Mosaic HP, o primeiro aparelho a laser com ponteira exclusiva para tratamento capilar. Segundo o Dr. Alexandre Filippo, membro do Departamento de Laser da Sociedade Brasileira de Dermatologia, este aparelho promete estimular o crescimento dos fios de forma levemente dolorosa e sem risco para os pacientes.

O Mosaic é um laser de Erbium fracionado, ou seja, sistema que emite microrraios focados e não ablativos (de luz pulsada). Este tipo de laser é bastante usado para combater problemas como envelhecimento cutâneo, flacidez, olheiras, rugas, cicatrizes e estrias.

Dr. Alexandre explica que, no modo capilar, o laser utiliza baixas energias em uma grande quantidade de microzonas de perfuração na área capilar, chamadas microzonas térmicas. "Este procedimento propõe estimular um processo inflamatório nessa região, provocando o aumento da circulação e da oxigenação capilar e, consequentemente, do crescimento capilar".


As pessoas mais indicadas a usarem esse método são as que sofrem de calvície genética em sua fase inicial, queda de cabelo abrupta, na qual não se consegue estabelecer uma causa, e alopécia areata, que são falhas localizadas no couro cabeludo.

O especialista diz que o cliente faz em média 10 sessões, com intervalo de 15 dias. Em certos casos, pode ser até semanal. "O resultado começa a aparecer a partir da quinta sessão", conta Dr. Alexandre. O valor do procedimento ainda varia muito, mas ele já pode ser feito no Brasil.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente