Hábitos que detonam seu cabelo

Hábitos que acabam com seu cabelo

Já reparou que a mulherada sempre está insatisfeita com o cabelo? Seja pelo excesso de oleosidade, pontas duplas, ressecamento, queda de cabelo... sempre algum problema, que poderia ser facilmente evitado. A questão não é falta de cuidados, mas sim de informação.

Muitas mulheres cometem procedimentos que agridem os cabelos, por isso confira a lista dos principais e evite uma série de incômodos, deixando seus cabelos bonitos e saudáveis, como devem ser.

Lavar os cabelos com água quente - a água muito quente pode causar irritações no couro cabeludo, estimulando a produção de sebo e favorecendo a oleosidade, o que também inibe o crescimento dos fios.

Passar condicionador na raiz do cabelo - o condicionador colabora com o aumento da oleosidade e, como tampa os poros capilares, aumenta a incidência de caspa.

Deixar o condicionador no cabelo - os condicionadores abrem as escamas dos fios. Mas deixar o produto depois do banho é péssimo, porque as escamas não se fecham, o cabelo fica elástico e acaba se quebrando à toa.

Esquecer de hidratar o cabelo - a hidratação tem a capacidade de dar leveza e nutrir os cabelos, recuperando a maciez, o brilho e o aspecto saudável deles. Mesmo os fios oleosos merecem hidratações, feitas com produtos específicos.

Prender os fios úmidos - Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda dos fios.

Usar escovas maleáveis demais - as cerdas moles são de manuseio mais difícil, além de quebrarem os fios. Por isso, os especialistas recomendam um pente com dentes bem largos e firmes ou uma escova do tipo raquete, mais resistente.

Usar o secador do jeito errado - procure mantê-lo a 30 centímetros de distância da cabeça e sempre com a temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, para não queimar e danificar os fios. Também evite direcionar o jato quente para a cabeça, isso estimula a oleosidade na raiz.


Passar chapinha no cabelo molhado - isso agride profundamente os fios. Além de queimados, eles se quebram. Antes de usar a prancha, seque bem os cabelos. Nem úmidos eles podem estar.

Ficar mais de três meses sem cortar - para muita gente, isso é papo de cabeleireiro. Mas não, este é o tempo médio de duração de um corte. Passada essa fase, as pontas começam a abrir e os fios quebram-se com facilidade. Os arrepiados aumentam o volume e os fios fracos começam a cair.

Por Jessica Moraes

Comente