Escova Progressiva: célula-tronco da maçã a favor dos cabelos

Progressiva célulatronco da maçã a favor dos cabel

Cabelos lisos e soltos são preferencia nacional entre as brasileiras que não abrem mão das escovas progressivas na hora de alisar as madeixas. Com ingredientes dos mais variados que vão de queratina até chocolate, os alisamentos químicos possuem uma série de contraindicações para quem deseja ficar com os fios lisos.

Pensando nisso, a indústria cosmética investe cada vez mais em tecnologia para encontrar métodos mais eficientes para alisar os cabelos e, o melhor, sem restrições. Isso mesmo que você leu, o alisamento à base da célula-tronco da maçã pode ser realizado em cabelos quimicamente tratados, gestantes e até mesmo crianças.

Desenvolvida a partir da célula-tronco da maçã Uttwiler Spätlauber, uma espécie rara originária da suíça, a fruta é conhecida pelo seu alto poder regenerativo e, por isso, a escolhida para ser o princípio ativo do Discovery, alisamento 100% natural lançado pela Ybera Professional na última Hair Brasil.

De acordo a técnica da marca, Cleomilda Poubel, o alisamento não agride o fio pois a maçã usada no processo é capaz de ficar até sete meses no pé, sem contar no poder que ela tem de regenerar a pele. Ou seja, diferente das progressivas convencionais, o alisamento à base de célula-tronco vegetal atua diretamente nas ligações de hidrogênio do fio, o que permite reparar e regenerar a estrutura celular dos cabelos de forma eficaz, deixando os fios lisos e saudáveis desde a primeira aplicação que é feita com 5 produtos e 4 passos.

Escova Progressiva célulatronco da maçã a favor do

Foto Divulgação

Para quem gostou da novidade, as boas notícias não param por aí. A técnica de alisamento de célula-tronco da maçã já pode ser encontrada no mercado. Agora, se você pensou que o alisamento não é muito duradouro por usar ativos totalmente naturais, saiba que o efeito liso se mantém uniforme por até quatro meses, além de deixar os fios lindos e sedosos.

Por Paula Perdiz

Comente