Cuidados simples para cabelos oleosos

Cuidados simples para acabar com os cabelos oleoso

Em "Amigas com Dinheiro", Jane, interpretada pela atriz americana Frances McDormand e amiga de Olivia (Jennifer Aniston), entra em uma crise de depressão e deixa de cuidar da aparência, inclusive dos cabelos, que ficam com o aspecto de sujos e oleosos.

Quem tem os fios com tendência para oleosidade sabe: não há como deixar de lavá-los, pelo menos com intervalos de no máximo dois dias, do contrário eles ficam com aparência de gordurosos, isso desde as pontas até o couro cabeludo. Em muitos casos, há ainda o surgimento da caspa, provocada pelo excesso de sebo ou resíduos de shampoo e condicionador na cabeça.

Para manter os cabelos oleosos com brilho e saudáveis, o hairstylist Pedro Paulo Marques, indica nunca lavá-los com água muito quente, pois as altas temperaturas ressecam e, ao contrário do que se imagina, isso estimula ainda mais a oleosidade.

Por este motivo também é importante mesclar de vez em quando shampoos neutros com os indicados para cabelos oleosos, esses conseguem ter mais aderência às fibras capilares e retiram todas as impurezas. Com o couro ressecado pelo excesso de limpeza, as glândulas sebácias são produzidas em maior quantidade afim de hidratar a fibra capilar. Conseqüência: raízes também oleosas.

"Os neutros, com pH equilibrado, proporcionam brilho e sedosidade aos cabelos", indica Marques. Para quem não sabe, o pH traça o fator de hidrogênio que regula a acidez e a alcalinidade de qualquer substância na natureza. Conforme o cabeleireiro Genaro Preite, esta tabela tem um índice de 0 a 12, sendo que o fator de equilíbrio de um fio saudável precisa estar entre 5,5 e 6,5. O mesmo vale para os shampoos.

O shampoo antirresíduo podem ser usados uma vez por semana ou quando os cabelos estiverem muito sujos. E evite os produtos do tipo 2 em 1. Em relação aos condicionadores, apenas passe o produto nas pontas e sempre o mantenha longe do couro. A hidratação pode ser feita sim, mas sempre do meio dos fios até as pontas.

"Ao usar secador, mantenha-o a uma distância de 15 cm para que o calor não estimule as glândulas sebáceas. Procure não passar as mãos sobre os cabelos ou escová-los muitas vezes. São hábitos que estimulam a produção de óleo", recomenda Marques.

Muita gente acredita nas famosas receitinhas caseiras adicionadas ao shampoo, o que nem sempre faz milagre, pelo contrário. "A fórmula do produto perderá sua identidade e até o seu efeito, porque algumas substâncias reagem em contato com outras de maneira aleatória, ou seja, sem controle e isto pode causar irritações no couro, alergias, urticárias, além de perder seu efeito de assepsia", alerta.


Se mesmo assim, você sentir oleosidade excessiva nos cabelos também preste atenção ao fatores internos. Em muito casos não basta apenas um produto eficaz. Leve em consideração o estresse e a má alimentação. E busque sempre indicações de um dermatologista.

Por Juliana Lopes

Comente