Cabelos ao vento - a beleza da grife Rag & Bone

Cabelos ao vento  a beleza da grife Rag  Bone

Foto/Divulgação

Assinado pelo consultor de beleza da Redken, Guido Palau, a beleza da grife Rag & Bone aompanha as últimas tendências do mundo fashionista e traz para as passarelas um cabelo depojado para destacar a beleza natural das mulheres. Com os cabelos ao vento e look nada pretensioso, as modelos desfilaram com fios super texturizados e levemente despenteados. As madeixas, uma mistura meio hippie-rock’n’roll.

Para as mulheres que adoram desfilar por aí no estilo ‘sou linda e não fiz nada’, os penteados desleixados com um toque de rebeldia prometem continuar em alta também na próxima temporada. "Na minha cabeça o cabelo hoje é um pouco Patti Smith vai para a Índia", se referindo à cantora de rock. Um mix de rock’n’roll, com suaves dreadlock mais grossos, um visual bem descontraído muito legal, e perfeito para a menina Rag & Bone ", explica Palau.

O truque para conquistar essa textura é abusar da pasta ou pomada para cabelos e mousse para dar volume aos cachos. Para provar que você não precisa de mais nada para montar o pentedo, nós desvendamos quais os produtinhos usados pelo hairstylist e, pasmem, ele usou apenas o Full frame 07 all-over volumizing mousse e o Rough Paste 12 Working Material, ambos da Redken. Mas, você também pode usar o produtinho que tiver em casa.

Curtiu a dica e quer apostar no look? Siga os passos abaixo e arrase no final de semana.

1. Aplique no cabelo ainda úmido uma quantidade generosa do Full Frame 07 all-over volumizing mousse;

2. Deixar secar naturalmente o fios para resultar em uma textura ainda mais natural;

3. Crie uma baguncinha no centro da cabeça, estilo anos 70

4. Aplique a pomada Rough paste 12 no comprimentos dos cabelos, divida em mechas e torça para criar um visual dreadlock largo;

5. Coloque o cabelo atrás da orelha e deixe descansar por alguns minutos para criar uma onda;

6. Termine desfiando levemente o cabelo com as mãos em cima da cabeça para obter mais textura.

Por Paula Perdiz

Comente