3 fatores a considerar ao escolher o óleo capilar

Os óleos capilares hidratam e nutrem profundamente os fios, sendo mais eficazes que os cremes de hidratação
óleo capilar

Foto - Reprodução

Mesmo com tanta infinidade de cremes e produtos para os cabelos, não há como negar que o óleo capilar  continua sendo o queridinho na hora de hidratar e umectar as madeixas. Isso porque eles possuem grande poder de penetração nos fios, hidratando-os profundamente. E também porque os óleos capilares, entre os mais conhecidos estão o de argan e o óleo de coco, contêm vitaminas essenciais para os nossos cabelos, incluindo as vitaminas A e E. Contudo, saiba que há 3 fatores a considerar ao escolher o óleo capilar para que ele proporcione os resultados esperados por você.


Tipo de cabelo

O primeiro e mais importante fator a levar em consideração é a natureza do cabelo. Seu cabelo é mais fino, mais grosso, liso ou cacheado? Conhecer bem seus fios vai ajudá-la a reconhecer as necessidades de hidratação e nutrição capilar. Desse modo, ficará mais fácil encontrar o óleo perfeito para eles. Aqui estão as regras básicas:

Cabelo seco: Se o seu cabelo é naturalmente seco, tente encontrar óleos que sejam absorvidos pelos fios facilmente. Desta forma, a umidade dos fios será  estimulada e o frizz, controlado. Ao aplicar o óleo nos cabelos, tenha cuidado para não passar o produto muito próximo da raiz, o que vai deixar suas madeixas muito oleosas e com um aspecto “pesado”.Melhores escolhas: óleo de amêndoa, óleo de coco virgem, azeite extra-virgem, etc. Eles podem ser usados individualmente ou combinados entre si.

Cabelo oleoso: Se o seu cabelo já é oleoso por natureza, prefira óleos capilares mais leves para que não aumentem ainda mais a oleosidade do couro cabeludo. Melhores escolhas: o óleo de jojoba, óleo de argan, óleo de Marrocos. A aplicação individual destes óleos é suficiente.

Necessidades do couro cabeludo

Satisfeitas as necessidades dos cabelos, está na hora de saber o que seu couro cabeludo precisa.

Couro cabeludo seco: Um couro cabeludo seco precisa de uma hidratação adequada. Um óleo hidratante altamente nutritivo pode ser utilizado como um tratamento tópico.Melhores escolhas: Pode ser qualquer óleo natural de sua escolha.

Couro cabeludo oleoso: Quem tem o couro cabeludo mais oleoso costuma sofrer com caspas e escamosidades. Nesse caso, escolha um óleo que irá manter a descamação longe do seu couro cabeludo, oferecendo excelentes soluções antimicrobianas.Melhores escolhas: Você pode optar pelo óleo de coco para esta finalidade.

Couro cabeludo oleoso: Assim como o cabelo oleoso, o couro cabeludo que sofre com a oleosidade em excesso requer um óleo leve e não pegajoso.Melhores escolhas: óleo de Argan é a opção mais eficaz.

Textura do cabelo

A textura do cabelo também desempenha um papel fundamental na decisão sobre o tipo certo de óleo de cabelo. Aqui estão as dicas que você precisa seguir para encontrar o produto perfeito:

Cabelo fino: Cabelos finos requerem óleos mais leves, como o óleo de abacate, muito eficaz na hidratação capilar.

Cabelo grosso: Caso o seu cabelo seja mais grosso, talvez precise manter os fios sob controle. Um bom aliado, nesse caso, são os óleos de coco e óleo de semente de uva, que além de controlar os fios arrepiados, eles hidratam, amaciam e são muito brilho aos cabelos mais espessos.

Além destes requisitos todos, leve em conta seu orçamento ao comprar um óleo para o seu cabelo. Avalie o custo-benefício e cada tipo de produto e também os ingredientes do óleo, que podem apresentar diferenças significativas no resultado final do seu tratamento capilar.

Por Renata Branco

Comente