Coques e cabelos presos - apostas do próximo verão

Coques e cabelos presos  apostas do próximo verão

Penteados (Hui Clos e Cia Marítima)/ Foto Arquivo MBPress

Em um desfile, não basta escolher a melhor modelo para vai transmitir por meio das roupas o exato conceito da coleção. Maquiagem e cabelo também fazem parte do processo criativo entre estilistas e hair stylists.

Antes de elaborar os coques baixos para o desfile da Cia Marítima, Duda Molinos, imaginou algo mais simples e prático. “Como esta coleção tinha ares mais sofisticados, o penteado foi mais suave, uma forma de ressaltar o rosto e a maquiagem, além de dar mais elegância aos looks e glamour ao desfile”.

Duda explica que o coque chignon (baixo) com topete, dos anos 80, nunca sai de moda. “É um cabelo bastante prático para o verão. Para proteger os cabelos do sol, muita gente já faz esse coque, só que mais descompromissado. Ele combina bem com brincos ou colares mais pesados”, diz o maquiador, que aposta na pele pouco opaca e pouco brilhosa para o verão. “Já as máscaras para cílios serão deixadas de lado”, comenta.

Quem seguiu a tendência dos coques foi a Iódice, com o clássico banana, totalmente preso atrás. O penteado também caiu nas graças de Daniel Hernadez, da Hui Clos, só que as pontas do cabelo viraram franjas.

Coques e cabelos presos  apostas do próximo verão

Coque Alexandre Herchcovitch (Foto Arquivo MBPress) e Penteado para Maria Bonita (Foto Ana Carolina Ralston)

Júnior Carvalho, um dos responsáveis pelo cabelo da grife Maria Bonita junto com Celso Kamura, geralmente utiliza nos desfiles um mix do que já viu na Europa e adapta ao verão brasileiro. “No caso, a referência do desfile era o artesanato, por isso escolhemos o trançado das cestas de vime. Tinha que ser algo mais trabalhado e bem executado, sem muita sensualidade”, explica.

Conforme Júnior, as piranhas (presilhas) prata “aquelas básicas usadas nos salões” serão incorporadas no dia-a-dia no próximo verão. “É uma referência à moda de rua, muito em alta”, completa.

Já no caso de Alexandre Herchcovitch, coleção feminina, chegou-se a um consenso de que as roupas vibrantes, bastante volumosas e com bordados manuais tinham que chamar mais a atenção. Por este motivo, a maquiagem foi leve “como o frescor do verão”. Júnior explica que o rabo de cavalo não ficou totalmente solto porque não iria combinar com os elementos pesados das roupas. “Então terminamos o cabelo com um coque simples, lateral, mais básico e sem movimento”.

Coques e cabelos presos  apostas do próximo verão

Penteados (Isabela Capeto e Samuel Cirnansck)/ Foto Arquivo MBPress

Ideias mais sofisticadas estavam na maquiagem e cabelos de Samuel Cirnansck, feitos pela dupla Mário Nova e Ricardo Rodrigues, do Studio W. A inspiração no glamour da década de 40 trouxe turbantes com tranças nas laterais.


Muitas vezes o que está nas passarelas é quase impossível de levar para as ruas, mas palmas para Max Weber, responsável pelos cabelos de Isabela Capeto, as latinhas que imitavam bóbis arracaram elogios. Quem sabe possa servir de inspiração para outros penteados?

Por Juliana Lopes

Comente