Corte em camadas

Corte em camadas

Investir nas camadas é ótimo para quem tem aquele cabelo liso, comprido e escorrido. Esqueça o visual “maria madalena”. Para dar mais volume aos fios, a dica é repicá-los, ou “desconectá-los”, conforme o cabeleireiro Ismael Sanches.

Se o seu cabelo é liso e fino, o seu cabeleireiro deve repicá-lo com uma tesoura. Já a navalha é usada em cabelos lisos ou ondulados, de textura média ou grosa, e deixam os cabelos ainda mais desconectados. Há também a opção de picotar as pontas com uma tesoura comum ou aquela com dentes, mais usada em cabelos lisos grossos e pesados.

O corte assimétrico e em camadas dá movimento aos cabelos. “Dá para fazer do meio do cabelo para baixo, com camadas irregulares, na nuca ou acima das orelhas. Quem tem rosto redondo também combina bastante. Para os cabelos finos é ótimo. Já nos fios grossos, ele ressalta mais essa característica”, explica Sanches.

Conforme o profissional, cabelos cheios, lisos ou levemente ondulados ficam ótimos se cortados em camadas. As franjinhas combinam com o corte. Quem tem queixo quadrado deve deixá-la perto das sobrancelhas para ressaltar as maçãs do rosto.

No dia-a-dia use e abuse dos produtos disponíveis no mercado para destacá-las. Apesar de a pomada ser a mais comum, Ismael explica que ela é mais indicada para cabelos finos. “Já o gloss para cabelos intermediários e a cera para os mais grossos”.

Por Juliana Lopes

Comente