Corte chanel repaginado

Corte chanel repaginado

Foto/Arquivo MBPress

Assim como todo clássico, quando a gente menos espera lá está ele fazendo a cabeça de alguma celebridade. Desta vez é a atriz Mayanna Moura, que interpreta Melina em ‘Passione’ que trouxe de volta o corte chanel. Na verdade, o responsável pela beleza de Melina é Neandro Ferreira. Para o cabeleireiro, este corte que nunca sai de moda é indicado para mulheres com atitude e estilo.

Na novela, ela interpreta uma mulher ousada que trabalha com moda. Na opinião do hairstylist Júnior Carvalho, que trabalha com Celso Kamura, o corte caiu como uma luva para a atriz. "O estilo geométrico combinou perfeitamente com o rosto dela. Ficou super atual e combinou com o jeito mais conceitual dela se vestir, também é super ‘afrancesado’, afinal, ela morou em Paris por muito tempo", comenta.

Mas ele logo lembra que o chanel não é um corte que combina com qualquer mulher. "É preciso ter um rosto bonito, ou seja, mais anguloso, com as maçãs do mais salientes e saudáveis. Uma face magra com nariz fino pode até combinar, mas são exceções", ressalta. Segundo Carvalho, mulheres de traços mais expressivos, como o biótipo árabe, por exemplo, de sobrancelhas mais grossas e nariz saliente, devem pensar bem antes de arriscar o visual.

"A escolha do corte depende muito do comprimento do cabelo da pessoa, mas geralmente os formatos de rosto oval ou em forma de coração são os que mais ficam bem", acrescenta o hairstylist Scott Hayman.

Para os dois profissionais, o corte tradicional, é mais indicado para o inverno. Já o desfiado e assimétrico, com base reta pode invadir os salões no verão. "Antes de escolher o corte observamos a textura do cabelo, formato do rosto, além do estilo e personalidade da pessoa. Se ela opta por um assimétrico, posso fazer algo mais dramático ou sutil, levando em conta tudo o que eu uso para analisar o que combina mais para cada mulher", aponta Hayman.

[galeria]

O inglês Scott dá nota 10 para o corte em duas celebridades internacionais: Ashley Fuller Olsen, famosa pelos filmes infantis que fez com a sua irmã gêmea, e a apresentadora britânica Alexa Chung. Criado pela estilista Coco Chanel e sucesso nos anos 60, com o passar do tempo o corte ganhou novas formas. Se tornou geométrico, batido na nuca e com franjinha.


"É justamente isso que dá personalidade ao visual e, por conseqüência, a mulher que irá usá-lo", finaliza Carvalho.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: corte chanel corte cabelos novela