Penteados das musas do cinema ainda servem de inspiração

Penteados das musas do cinema ainda é inspiração p

Audrey Hepburn. Foto/Divulgação

Cabelos e celebridades são palavras que certamente caminham juntas, principalmente entre nós, mortais, que sempre nos espelhamos nos cortes das estrelas na hora de mudar o visual. Ao longo do tempo, cabelos como o chanel de Victoria Beckham, época em que ainda era uma Spice Girl, e de Jennifer Aniston fizeram a cabeça das mulheres de todo mundo. E atualmente? Quem será nossa diva inspiradora?

Na Inglaterra, a resposta foi muito contrária ao que se poderia imaginar. As celebridades desta geração deixaram o trono e deram lugar às eternas musas do cinema internacional. A pesquisa foi realizada pelos membros do "Hairdressing Council" e trouxe o coque Ladylike, de Audrey Hepburn, como o grande campeão. As ondas platinadas de Marilyn Monroe e os cabelos curtíssimos de Twiggy também apareceram na lista, comprovando que quem foi rainha também nunca perde a majestade.

Em nosso país não podia ser diferente: essas divas continuam servindo de referência para cortes, tinturas e penteados. "Audrey Hepburn e seu cabelo sempre foram consagrados e sempre serão. É unânime, todas as clientes gostam, desde as noivas até quem vai para uma festa mais despojada. As ondas de Marilyn também são muito lembradas e não é à toa que Gisele Bündchen representa o novo sonho de cabelos das mulheres. A top também usa ondas sensuais e charmosas, menos modeladas que as de Marilyn, claro", conta o hairstylist Glecciano Luz, do Espaço Glecciano Luz.

A maior resistência das brasileiras fica mesmo por conta dos tons dos cabelos dessas divas. Por mais que algumas mulheres até usem o tom platinado, ele continua não sendo o mais pedido nos salões. Já a cor das madeixas de Brigitte Bardot são bem requisitadas e, por ser um castanho mais claro, requer muito cuidado para não contrastar com o tom de pele. Luz explica que as brasileiras se bronzeiam com certa facilidade e, por isso, devem evitar certos tons de cabelos. Neste caso, o ombré hair é um forte aliado, afinal, é possível clarear os cabelos sem mexer nas raízes.

Para os cabelos mais curtos, Twiggy e seu corte sessentista também estão com tudo nas terras tupiniquins. Atrizes como Bruna Linszmeyer, de "Insensato Coração" é só um exemplo de quem aderiu à tendência da musa. "Os rostos arredondados devem fugir deste corte. Ele é ideal apenas para pessoas de traços delicados e rostos ovais ou triangulares", alerta o hairstylist.

Apesar da referência internacional dessas eternas divas do cinema, por aqui as vencedoras ainda são Paola Oliveira e Glória Pires, que optaram por cortes na altura dos ombros. "No Brasil, a moda Kate Middleton pegou de vez. Muitas mulheres querem o mesmo volume de seus cabelos, a franja caída de lado com ondas bem largas e definidas, beirando o liso mesmo", conta.


Glecciano Luz finaliza com uma ótima dica: "Para ter um cabelo de celebridade, é preciso, acima de tudo, manter um bom corte. Cabelo sem corte é sem graça e as pontas ficam mais quebradiças. Manter as madeixas hidratadas e bem cuidadas são segredos simples, mas infalíveis".

Por Carolina Pain (MBPress)

Comente