Vitamina D contra a gripe

vitamina D pode prevenir gripes e resfriados

Embora a vitamina C seja mais conhecida como fonte de combate contra gripes e resfriados, muitos estudos sugerem que a vitamina D tem igual ou maior importância que a primeira.

Uma pesquisa publicada pela Universidade de Wisconsin nos EUA aponta que a vitamina D tem sido reconhecida como essencial para o corpo humano.

As novas evidências sugerem que ela também desempenha um importante papel regulador do sistema imunológico, talvez incluindo respostas imunes à infecção viral. Estudos epidemiológicos mostram que a deficiência de vitamina D pode conferir maior risco de gripe e infecção do trato respiratório.

Estudos adicionais reafirmam a tese. Outra pesquisa da Universidade de Colorado, nos Estudos Unidos, concluiu que a deficiência de vitamina D pode aumentar o risco de contrair gripes e resfriados.

A pesquisa, ainda mais abrangente, examinou quase 19 mil adultos e adolescentes e verificou que aqueles que tinham menores níveis de vitamina D no sangue apresentaram casos de resfriados e gripes com mais frequência.

A vitamina C é usada na prevenção de resfriados e de outros problemas respiratórios há décadas, mas essa eficiência é sustentada por pouca literatura científica. Enquanto isso, evidências do papel da vitamina D no sistema imunológico passaram a se acumular.

Os autores desses estudos destacam que os resultados devem ser confirmados por testes clínicos antes que a vitamina D possa ser recomendada na prevenção de gripes e resfriados.

Mas ainda sim, a importância da vitamina é essencial na alimentação, porque além de prevenir possíveis infecções respiratórias, também pode ajudar a combater e prevenir doenças ósseas, cardiovasculares, hipertensão e até mesmo mal de Parkinson, segundo novos estudos sobre a vitamina D publicados na Agência FAPESP.


Fontes naturais de vitamina D são salmão, óleo de fígado de bacalhau, sardinhas e alimentos fortificados, como leite e alguns tipos de cereais.

Por Jessica Moraes

Comente