Vai viajar no Carnaval? Fique atento ao Zika vírus

O ideal é escolher locais mais frios, como os Estados do Sul do país, ou locais com menores incidências de casos
zika virus e Carnaval

Foto - Reprodução

Para sair da rotina estressante da cidade grande, dar uma fugidinha no Carnaval é uma ótima forma de curtir o feriadão de uma forma mais relaxante, mais prazerosa e bem mais animada. Mas cuidado ao escolher seu roteiro de viagens, especialmente nesta época do ano, em que o calor contribui para o aumento de incidência de casos de Zika vírus. Em locais como praias e regiões montanhosas, há um número maior de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, assim como da dengue e da febre Chikungunya.


O ideal é escolher locais mais frios, como os Estados do Sul do país, ou locais com menores incidências de casos das doenças citadas acima. O Nordeste, embora seja um os destinos preferidos de quem pretende passar o Carnaval no clima descontraído e quente, não está sendo indicado por especialistas médicos e até por relatórios do Ministério da Saúde. Inclusive se a viajante estiver grávida, uma vez que essa região é área com mais casos registrados de microcefalia relacionada com Zika vírus no Brasil.

Destinos de viagem de Carnaval no exterior

Em algumas regiões da Ásia, da África, Ilhas do Pacífico, assim como América Central e Estados Unidos, também há focos comprovados da doença Zika, portanto, ao escolher qualquer um desses locais para curtir o feriado prolongado, fique atenta com todas as medidas de prevenção.

Como prevenir a doença ao longo da viagem:

Alguns cuidados básicos podem afastar o mosquito e garantir um Carnaval repleto de alegrias e longe de doenças do gênero. Entre esses cuidados estão:

- Passar repelente a cada duas horas;

- Evitar o uso de roupas escuras, principalmente calças, já que o tom escuro chama a atenção do mosquito Aedes;

- Começar a tomar, com um mês de antecedência, suplementação vitamínica do complexo B, que faz com o odor que o nosso organismo exala seja modificado, funcionando também como um tipo de repelente contra o mosquito. Alimentos de cheiro forte, como o alho, também causam o efeito repelente.

Por Renata Branco

Comente