Vacina contra o HPV

Vacina contra o HPV

Foto: Doutissima

O Sistema único de Saúde (SUS) iniciou 10 de março um intensivo programa de vacinação oferecido para meninas de 11 a 13 anos. As vacinas serão aplicadas em postos de saúde e em escolas públicas e privadas de todo o país. A imunização ocorrerá em três doses. A segunda aplicação deve ser feita 6 meses depois da primeira e a terceira, 5 anos depois.

O vírus HPV (Human Papiloma Vírus, ou papilomavírus humano) faz parte do grupo de doenças que são transmitidas sexualmente. Lesões que podem aparecer na pele e nas mucosas genitais (vulva, vagina, colo do útero e pênis), além de causar escoriações, o vírus do HPV está diretamente ligado ao desenvolvimento do segundo tipo de tumor que mais causa morte em mulheres no mudo, o câncer de colo do útero. Para se ter uma ideia, a doença fica atrás apenas do câncer de mama e faz mais de 250 mil vítimas por ano.

O HPV possui mais de 100 variações, nos quais os mais perigosos estão os tipos 16 e 18, responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo do útero. Além do ato sexual, o HPV pode ser transmitido através do toque com uma região afetada. Uma doença que acometem mulheres e homens. Estima-se que 60% dos homens com idade entre 18 e 70 anos tenham HPV no pênis, indo desde uma pequena verruga na região a uma contaminação em todo o órgão.

O Ministério da Saúde possui como objetivos em 2015 oferecer a vacina para meninas de 9 a 11 anos e, a partir de 2016, a ação ficará restrita às meninas de 9 anos. A pretensão é que até 2016 seja imunizado 80% do total de 5,2 milhões de meninas de 9 a 13 anos no país. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, essa faixa etária foi escolhida porque, nela, a produção de anticorpos contra o HPV tem maior eficácia, além do que, meninas nessa idade ainda não tiveram início da atividade sexual, que é quando estas mulheres estarão sob risco maior ao vírus.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: hpv vacina contra hpv notícias vacina