Use o fio dental corretamente

o uso do fio dental no dia a dia

Apesar de muitos saberem que o fio dental é tão importante quanto à escovação dos dentes e do uso do anti-séptico bucal, nem sempre o ele é usado corretamente. Muitas vezes é deixado de lado em razão da correria. Mas não é o que os médicos recomendam. "Pelo menos usá-lo à noite e de forma bem caprichada", é o que aconselha o ortodontista Léo Augusto. "Lembrando que não é o ideal", destaca. O certo é utilizar o fio pelo menos três vezes ao dia.

Ele explica que a profilaxia (limpeza) oral só estará completa com o uso adequado do fio dental. Entre os dentes, as cerdas da escova não limpam, o que forma placa bacteriana no local. Essa placa só pode ser removida com o fio dental. Sem esse procedimento, pode ocorrer a formação de cáries entre os dentes, inflamações gengivais, mau hálito e outros problemas mais graves gengivais, como periodontite.

Ainda segundo o dentista, o fio dental deve ser utilizado de maneira suave, deslizando nas paredes dos dentes, sem força e/ou solavancos. E é fundamental utilizar em todos os dentes, sempre. Ele também acrescenta que o fio deve ser usado antes e depois de cada escovação.

Se usou o fio dental corretamente e a gengiva sangrou, pode ser algum problema gengival, como gengivite e periodontite. Deve-se consultar o dentista o mais rápido possível.

O fio dental foi criado em 1815 por um dentista de Nova Orleans, Levi Spear Parmly. Ele recomendava a seus pacientes que utilizassem seu próprio fio dental, feito de seda. No entanto, a produção em larga escala do fio dental se iniciou com a empresa Codman & Shurtleft, em 1882. Contudo, foi a Johnson & Johnson que obteve a primeira patente do fio dental, em 1898. O fio de nylon foi desenvolvido por Charles C. Bass, que aumentou a elasticidade e a resistência do fio.


Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: saúde equilíbrio dentes dia a dia fio dental