Tudo sobre colesterol!

Colesterol

Com certeza você tem ou conhece alguém que tenha níveis elevados de colesterol no sangue e vive de dieta, se preocupando com o que comer. Nessa matéria você vai saber um pouco mais sobre esse mal que afeta milhões de pessoas no mundo todo.

De acordo com o Ministério da Saúde cerca de 30% da população brasileira tem níveis de colesterol elevados. A hipercolesterolemia pode ter várias causas, entre elas dietas com excessiva ingestão de alimentos ricos em colesterol e baixa ingestão de alimentos ricos em fibras como: frutas, verduras e legumes, excesso de peso, falta de atividade física, ou ainda fator genético.

Apesar de prejudicial à saúde quando em níveis elevados, o colesterol tem a sua função no organismo humano. Ele é necessário para construir e manter as membranas que revestem todas as células do nosso corpo, ajuda na fabricação da bílis e é importante para o metabolismo das vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, K, E e D) e formação dos hormônios sexuais.

Para ser transportado pela circulação, do fígado, para os outros tecidos, o colesterol precisa estar ligado a uma proteína, dando origem assim às lipoproteínas. As principais lipoproteínas de transporte são: o HDL e o LDL colesterol.

O LDL é o principal vilão, pois em excesso, deposita-se nas artérias, podendo originar diversos problemas como: ataques do coração, AVC (ou derrame) e aterosclerose. A aterosclerose é caracterizada pelo acúmulo de placas de colesterol e outras gorduras no interior da parede de uma artéria.

O HDL é considerado o “bom colesterol”, níveis satisfatórios de HDL estão relacionados a um menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Isso se deve ao fato desta lipoproteína atuar na remoção da gordura acumulada nos vasos.

A maior parte do colesterol, em média 70% é fabricado pelo nosso próprio corpo, sintetizados pelo fígado. Somente os outros 30% são provenientes da alimentação.

O colesterol é encontrado somente em alimentos de origem animal, suas principais fontes são leite integral, queijos, manteiga, creme de leite, miúdos de boi e aves (fígado, coração etc), biscoitos amanteigados, bacon, embutidos (salsicha, lingüiça, etc), frios (salame, presunto, etc), frutos do mar, gema de ovo e pele de aves.

Além dos alimentos que contém colesterol, o consumo excessivo de gordura saturada é também responsável pela elevação do colesterol. Ela é encontrada em alimentos como carnes gordas, leite integral e óleo de dendê, por exemplo.

A tão comentada gordura trans aumenta os níveis de LDL e diminui os de HDL. Ela está presente nas gorduras hidrogenadas, muito utilizadas pelas indústrias na fabricação de sorvetes, chocolates, pães, molhos para salada, etc.

Aumentar o consumo de fibras, principalmente as solúveis, é essencial para quem luta contra esse mal. As fibras ajudam a diminuir os níveis de colesterol no sangue, uma vez que diminuem a absorção de gordura no intestino. As fibras são encontradas nas frutas (principalmente na casca), vegetais crus, cereias integrais, aveia, leguminosas.

Que cuidados com a alimentação são imprescindíveis para o controle do colesterol você já percebeu, a prática de atividade física, junto com adoção de hábitos de vida saudáveis, colaboram na diminuição do colesterol e aumentam os níveis de HDL.

Com boa alimentação, exercícios e o acompanhamento de um médico ou nutricionista, é possível sim, evitar os males que o colesterol pode causar.

Por Camila Rebouças de Castro

Nutricionista CRN-314.112

Comente