Travesseiros podem causar crises alérgicas

Travesseiros podem causar crises alérgicas

Travesseiros também têm prazo de validade e pouca gente se dá conta disso. Um travesseiro repleto de impurezas torna-se ambiente propício para proliferação de ácaros, fungos e bactérias, se transformando em fontes prováveis de diversos tipos de alergia. A dica é trocar seu travesseiro a cada dois anos.

Com o tempo, o travesseiro acumula em seu interior microorganismos que se alimentam das secreções que eliminamos durante o sono, como suor e peles mortas. Esses microorganismos são possíveis causadores de conjuntivite, eczema, sensação de peito fechado à noite, espirros, coceira nas mãos ou face, corrimento ou bloqueio e até mesmo asma.

Os ácaros, que são poluentes biológicos, agridem ainda mais as pessoas alérgicas, colaborando para um sono de má qualidade. Muitas vezes o travesseiro apresenta uma aparência perfeita mas isso não quer dizer que estejam livre dos ácaros. "A vida útil de um travesseiro é, em média, de cinco anos de uso, mas é recomendado que se faça a troca de dois em dois anos, pois a prolongação do seu uso pode ser uma grande fonte de contaminação e alergias", explicou Renata Federighi, gerente de marketing da Duoflex.


Existe no mercado travesseiros que evitam a proliferação de ácaros e produtos que você pode usar para evitar esse problema, que pode causar alergias. Mas a indicação da especialista é que os travesseiros sejam trocados a cada dois anos.

Por Catharina Apolinário

Comente