Tratamento da esquizofrenia usa células do próprio paciente

novo tratamento da esquizofrenia

Um estudo publicado no site da revista "Nature" descobriu que células da pele de pessoas com esquizofrenia podem ser ferramentas úteis para tratar a doença. Os cientistas coletaram amostras de células epidérmicas de pacientes esquizofrênicos e as fizeram "regredir" para um estado mais primitivo, no qual são chamadas de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs, em inglês).

Após convertidas, estas células eram cultivadas para se transformarem em células cerebrais. Assim, podiam ser estudadas e manipuladas para uma análise "individualizada" da esquizofrenia de cada paciente.


A esquizofrenia é um mal de causa complexa, geralmente atribuídas a fatores hereditários e ambientais. Sua principal característica são delírios paranóicos e alucinações com vozes. Calcula-se que cerca de 1% da população mundial seja afetada pela doença em maior ou menor grau.

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: saúde tratamento esquizofrenia