Tratamento bucal para portadores de câncer

Tratamento contra câncer e saúde bucal

O portador de câncer deve ter especial cuidado com sua saúde bucal. Os pacientes que fazem quimioterapia e radioterapia na região da cabeça e pescoço devem fazer uma consulta prévia ao dentista especializado antes de iniciar o tratamento oncológico. Pacientes de quimioterapia, cerca de 40%, podem apresentar complicações como mucosite (inflamação da mucosa bucal), xerostomia (boca seca) e infecções.

O Instituto Paulista de Cancerologia, do Grupo IPC, em sua unidade de São Paulo, passa todos os pacientes admitidos em quimioterapia por uma consulta odontológica prévia gratuita. A dentista especializada em estomatologia do IPC - São Paulo, afirma que a consulta é de avaliação. "Nesta consulta, avaliamos a saúde bucal e orientamos sobre as possíveis reações adversas da quimioterapia. Medidas simples, como as de higiene, podem fazer a diferença entre o paciente apresentar ou não complicações", informou.

Em casos de mucosite, a utilização da laserterapia apresenta ótimos resultados, mas é fundamental lembrar que o acompanhamento odontológico realizado no IPC de São Paulo não inviabiliza o tratamento com o dentista do paciente. "Em alguns casos, o dentista do paciente entra em contato conosco para trocar informações", comentou Romano Mancusi Sobrinho, dentista especializado em estomatologia do IPC - São Paulo.


Alguns pacientes em tratamento quimioterápico são submetidos a drogas compostas por bifosfonatos, componentes que podem trazer benefícios como diminuição da dor e do crescimento tumoral. Durante este tratamento e após algum tempo, o paciente não pode passar por cirurgias orais com trauma ósseo, extrações e implantes. "O dentista que atua na área da oncologia pode orientar o paciente neste sentido e fazer um tratamento prévio se necessário", finalizou Romano.

Por Catharina Apolinário

Comente