Superbactéria preocupa as nações

Superbactéria preocupa as nações

A bactéria Escherichia coli já matou 25 pessoas na Europa e contaminou mais de 2.400 em vários países. Os primeiros casos de contaminação pela E. coli foram registrados na Alemanha no dia 22 de maio. A maioria de vítimas até agora é de mulheres. No Brasil não há casos registrados.

A nova variedade da bactéria, mais resistente, tem provocado uma corrida contra o tempo para encontrar a origem da contaminação e consequentemente, a eliminação do problema.

Essa nova variedade surgida na Europa é oriunda de mutação da E. coli original. O problema é que ela é mais potente e resistente, e o organismo humano não tem anticorpos para combatê-la. Por isso, o número elevado de mortes.

Várias foram as suspeitas de sua origem. Primeiramente os pepinos produzidos da Espanha foram os investigados, mas a hipótese foi descartada. Logo depois,os brotos de feijão na Alemanha, que também não possuíam indícios da superbactéria.

A EHEC é transmitida ao homem pelo consumo de alimentos contaminados, principalmente carne e leite crus ou mal cozidos. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a contaminação também ocorre de pessoa para pessoa, pela via fecal-oral.


A epidemia já afetou 13 países europeus, além dos Estados Unidos e Canadá, onde foram registrados casos suspeitos.

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: saúde alerta sociedade mundo europa