Sintomas e sinais de câncer de pele

Sintomas e sinais de câncer de pele

O câncer de pele pode atingir 134 mil brasileiros em 2012 segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). A organização afirma que a doença responde por 25% do total de tumores malignos detectados no país.

O Instituto Oncoguia alerta que a incidência é maior em pessoas de pele e olhos claros que se expõem muitas vezes e por muito tempo ao sol. Mas, o câncer de pele do tipo mais comum, segundo o Inca, pode ocorrer em qualquer pessoa que se expõe excessivamente aos raios solares em horários impróprios, ou seja, entre 10h e 16h, ou que tenham histórico da doença na família. "Se for feito um diagnóstico precoce seguido de tratamento imediato, a maioria dos cânceres de pele podem ser curados", afirmou Luciana Holtz, presidente e diretora executiva do Instituto Oncoguia.

Dr. Rafael Kaliks, diretor médico de Oncologia do Instituto Oncoguia alerta para alguns cuidados. "A recomendação é usar protetores solares, evitar a exposição ao sol e observar o aparecimento de feridas que não cicatrizam, de manchas escuras ou nódulos na pele, ou de alterações em pintas como aumento, modificação da cor, prurido ou sangramento", aconselhou.

Sempre que uma mancha ou lesão mudar seu comportamento é importante consultar um médico. Uma pinta ou uma mancha de nascença que comece a crescer ou a mudar de cor pode ser um sinal. "O diagnóstico do câncer de pele pode ser feito logo no início que o tumor apareça e o paciente deve fazer uma consulta ao médico quando notar qualquer sinal" , aconselhou Holtz.


Os principais sintomas do câncer de pele são:

- Lesão na pele em formato de nódulo, de cor rósea, avermelhada ou escura, de crescimento lento, mas progressivo;

- Qualquer ferida que não cicatriza em quatro semanas;

- Pinta na pele de crescimento progressivo, que apresente coceira, sangramento frequente ou mudança de coloração, de tamanho ou de consistência;

- Qualquer mancha de nascença com mudança de cor, espessura, ou tamanho.

Por Catharina Apolinário

Comente