Recomendações contra o câncer de mama

Recomendações contra o câncer de mama

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) anuncia nesta segunda (31/10), sete novas recomendações para reduzir mortalidade por câncer de mama. Este ano, as recomendações são focadas no tratamento dos tumores.

As recomendações complementam àquelas lançadas no ano passado, igualmente por ocasião do Outubro Rosa, quando o foco foram ações de prevenção e detecção precoce de tumores.

As recomendações não têm força de lei, mas se aplicadas nos sistemas de saúde, têm potencial para reduzir mortalidade por câncer de mama - o tumor que mais mata mulheres em todo o país, com exceção da Região Norte.

Confira as sete novas recomendações do INCA para reduzir a mortalidade por câncer de mama no país.

1. Toda a mulher com diagnóstico de câncer de mama confirmado deve iniciar seu tratamento o mais breve possível, não ultrapassando o prazo máximo de 3 meses.

2. Quando indicado, o tratamento complementar de quimioterapia ou hormonioterapia deve ser iniciado no máximo em 60 dias e o de radioterapia no máximo em 120 dias.

3. Toda mulher com câncer mama deve ter seu diagnóstico complementado com a avaliação do receptor hormonal. Os receptores hormonais são proteínas que se ligam aos hormônios mediando seus efeitos celulares. A dosagem desses receptores permite identificar as mulheres que irão se beneficiar do tratamento complementar chamado hormonioterapia.

4. Toda mulher com câncer de mama deve ser acompanhada por uma equipe multidisciplinar especializada que inclua médicos (cirurgião, oncologista clínico e um radioterapeuta), enfermeiro, psicólogo, nutricionista, assistente social e fisioterapeuta. O câncer de mama é uma doença complexa cujo tratamento requer a cooperação de diferentes profissionais e saberes.

5. Toda mulher com câncer de mama deve receber cuidados em um ambiente que acolha suas expectativas e respeite sua autonomia, dignidade e confidencialidade.

6. Todo hospital que trata câncer de mama deve ter Registro de Câncer em atividade. Os Registros Hospitalares de Câncer coletam informações essenciais para acompanhar, monitorar e avaliar a qualidade do tratamento oferecido à mulher.

leia também


7. Toda mulher com câncer de mama tem direito aos cuidados paliativos para o adequado controle dos sintomas e suporte social, espiritual e psicológico. O câncer é uma doença que fragiliza seu portador e familiares em diferentes dimensões da vida.

Por Jessica Moraes

Comente