Quiropraxia e seus benefícios

Quiropraxia e seus benefícios

Foto: Dreamstime

Dor nas costas. Quem nunca sofreu deste incômodo ao menos uma vez? Suas causas são as mais variadas: desde postura inadequada até problemas mais graves, como uma hérnia de disco. Não à toa, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 80% da população mundial sofre ou sofrerá com problemas na coluna em algum momento da vida.

O Brasil não fica atrás nesta estatística. As alterações na coluna vertebral, incluindo as lombalgias (dor na região lombar) estão em terceiro lugar no número de queixas e afastamento do trabalho, segundo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Com o avanço da medicina, opções para tratar as dores na coluna não faltam. Uma delas, que não envolve medicamentos nem técnicas invasivas, é a Quiropraxia. Por meio da manipulação articular ela trata lombalgias (dor lombar), cervicalgias (dores no pescoço), cefaleias (dores de cabeça), alterações de postura, hérnias de disco, bem como problemas musculares, como distensões e tensão exagerada, entre outros.

Uma das técnicas utilizadas pelos Quiropraxistas é o "ajuste", movimento rápido e preciso, normalmente acompanhado por um estalo. O processo tende a encurtar o período da dor, propicia melhora no quadro geral e consequentemente o retorno mais breve do paciente para suas atividades cotidianas.

Os profissionais aptos a tratar os pacientes com Quiropraxia são os Quiropraxistas. Para tanto eles passam por uma formação universitária criteriosa, durante quatro anos e meio. Nesta graduação as disciplinas incluem anatomia, fisiologia, exames diagnósticos, técnicas específicas de manipulação vertebral e outras mais.

A Universidade Anhembi Morumbi é a única de São Paulo a oferecer o curso de Quiropraxia. Em fase de expansão no Brasil, a carreira já é popular em outros países e aparece entre as profissões mais procuradas na área da saúde em países como Estados Unidos e Canadá.


No Brasil, há um vasto campo de atuação, justamente pelo número limitado de profissionais qualificados para atender à grande demanda da população que sofre com dores na coluna.

Por Jessica Moraes

Comente