Quando a dor de cabeça pode ser um risco de aneurisma?

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
dor de cabeça

Shutterstock

Sempre que a dor de cabeça aparece você toma um analgésico para amenizar a dor? O alívio pode até ser imediato, mas saiba que automedicação pode acabar retardando o diagnóstico de uma dor mais severa.

Muitas vezes pensam no pior: "será que tenho um aneurisma cerebral?" Se a sua dor de cabeça vai e volta com frequência, fique sabendo que não deve ser um aneurisma.

"O aneurisma só da dor de cabeça quando rompe. Logo, a dor de cabeça típica é súbita, muito intensa associada com outros sintomas como náuseas e vômitos", afirma Mauricio Mandel, neurocirurgião formado pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN).

E ainda alerta que mesmo com o diagnóstico, é importante ficar de olho na intensidade da dor de cabeça. "O aneurisma pode estar presente desde o nascimento, e só vai apresentar sintomas quando romper. Entretanto o mais comum é o diagnóstico entre 30 e 50 anos de idade", explica Mandel.

É dor de cabeça ou aneurisma?

Uma pessoa pode apresentar um aneurisma e não ter sintomas, o que dificulta ainda mais o diagnóstico. "Por isso, sempre orientamos os pacientes a procurar o médico assim que notar uma dor de cabeça muito forte e súbita", revela o neurocirurgião.

Tem tratamento?

Dependendo do aneurisma, pode ser feita uma cirurgia por meio de clipes metálicos ou por via endovascular. "A clipagem é modo mais comum de reparar um aneurisma, pois impede que o fluxo sanguíneo provoque o rompimento e uma hemorragia. Já a endovascular, é realizado por intermédio de cateteres que são introduzidos remotamente (à distância) no sistema vascular", diz Mandel.

Hoje esta sendo realizado um protocolo no Hospital das Clínicas de São Paulo para a Clipagem de aneurismas de forma minimamente invasiva através de um pequeno corte na pálpebra do paciente. O paciente faz o procedimento e tem alta no dia seguinte com a mesma segurança do método tradicional. O corte é muito pequeno e fica escondido na dobra da pálpebra o que não deixa cicatrizes. Muito diferente das cirurgias tradicionais com grandes cortes e grandes aberturas no crânio. Procure um médico sempre que você sentir fortes dores de cabeça, principalmente se você tem algum parente que já sofreu de aneurisma.

Por Vila Mulher

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: dor de cabeça notícias aneurisma