Qual é o anticoncepcional mais indicado pra você?

anticoncepcionalpilula

Foto - Shutterstock

Mulheres. Se não for uma, como entendê-las? Não dá para fazer comparações, nem mesmo quando o assunto são os anticoncepcionais. Nem toda pílula anticoncepcional, por exemplo, terá seu sistema funcional igual em todas as mulheres. Então, como saber qual anticoncepcional é o ideal para o seu tipo de organismo?

Para entender melhor como estes contraceptivos agem é necessário saber antes como a Organização Mundial da Saúde os reconhecem no mercado. Comprovado que eles reduzem as chances de desenvolver cânceres de ovário e endométrio, anemia, doenças inflamatórias pélvicas, endometriose e cisto de ovário e as gestações não planejadas, o uso do contraceptivo modificou a presença da mulher nos ambientes familiar, social e profissional.

Segundo dados do IBGE , em 1970, quando a pílula ainda não era tão popular, as brasileiras tinham em média 5 filhos. Já em 2007, 43,6% das brasileiras estavam inseridas no mercado de trabalho e tiveram, em média, 1 ou 2 filhos.

Com estes dados, os laboratórios passaram a desenvolver contraceptivos com nomenclaturas diferentes, mas como o mesmo princípio ativo. Logo, os benefícios e efeitos colaterais causados pelas misturas hormonais mudam de organismo para organismo. Por isso, é importante que você vá, pelo menos uma vez ao ano, ao seu ginecologista, para que ele possa avaliar qual é a melhor pílula para você.

Abaixo, algumas dicas de quais anticoncepcionais podem ser os mais indicados para o seu organismo:

1- Caso sofra dores de cabeça constantes: As pílulas mais indicadas são aquelas sem estrôgenio, apenas com progesterona.

2 - Para pele e cabelo oleosos: Normalmente, após três meses do uso da pílula, as mulheres percebem uma melhora em sua pele e cabelo. Para quem sofre com oleosidade o indicado são os contraceptivos com gestodeno, drospirenona e ciproterona em sua fórmula. Todos possuem efeito antiandrogênico, capazes de regular a oleosidade da pele.

3- A temida TPM: Segundo um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva da Unicamp, com 860 mulheres, 80% sofrem de tensão pré-menstrual. Para aliviar as cólicas, as pílulas com drospirenona ou aquelas usadas sem pausa para a menstruação, evitam inchaço e dores nas mamas, além de reduzir o nervosismo.

4- Retenção de líquidos: Normalmente, se agrava na TPM, sendo capaz até de aumentar o peso na balança mesmo sem ter engordado um grama. Neste caso, as pílulas com drospirenona bloqueiam os receptores do corpo que estimulam a reabsorção de água.

5- Síndrome do ovário policístico: Neste caso, a pílula muitas vezes é indicada como tratamento regular, já que ela é responsável pela regulação da oleosidade, da produção de pelos grossos e da queda de cabelo.


Por Kelly Jamal

Comente

Assuntos relacionados: anticoncepcional pílula estrogênio