Por que fazer o teste do olhinho

Por que fazer o teste do olhinho

O Teste do Olhinho é um exame obrigatório que deve ser feito em todos os bebês recém-nascidos, para diagnosticar e prevenir doenças oculares. É um exame simples, indolor e rápido, que não leva mais que três minutos.

O teste consiste em uma fonte de luz que sai de um aparelho em que se observa o reflexo que vem das pupilas. Quando a retina é atingida por essa luz, os olhos saudáveis refletem tons de vermelho, laranja ou amarelo. Já quando há alguma alteração, não é possível observar o reflexo ou sua qualidade é ruim, esbranquiçada. A comparação dos reflexos dos dois olhos também fornece informações importantes, como diferenças de grau entre olhos ou o estrabismo.

A criança não nasce sabendo enxergar, ela vai aprender assim como aprenderá a falar, engatinhar e andar. Para isso, as estruturas do olho precisam estar normais. O Teste do Olhinho pode detectar qualquer alteração que cause obstrução no eixo visual, como catarata, glaucoma congênito e outras doenças.

Desde junho do ano passado, o pagamento do Teste do Olhinho por todos os planos de saúde é obrigatório. Este mês, por exemplo, ele se tornou obrigatório em toda rede pública e privada em Belém, no Pará. Antes, o teste só era obrigatório se a criança fosse prematura.

O objetivo da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) é que todas as crianças tenham este direito garantido.


A recomendação é que o Teste do Olhinho seja feito pelo pediatra logo que o bebê nasce. Se isto não ocorrer, o exame deve ser feito logo na primeira consulta de acompanhamento. Depois disto, continua sendo importante, nas consultas regulares de avaliação da criança, com a periodicidade definida pelo médico.

Por Jessica Moraes

Comente