Pesquisadores criam adesivos para medir glicose de diabéticos

Até o momento, o dispositivo foi testado em ratos diabéticos e em dois homens adultos com a doença.
diabetes

Foto - Reprodução

Pacientes com diabetes sabem o quanto é dura a rotina de averiguar os níveis de glicose no sangue, em que é preciso picar o dedo para a medição no aparelho adequado. Além do incômodo, a tarefa exige um momento de dedicação exclusiva, uma vez que o exame não pode ser feito em meio a outras tarefas. Mas essa realidade está com os dias contados, pois pesquisadores do Instituto de Ciências Básicas em Seul, na Coreia do Sul, desenvolveram um adesivo inteligente que monitora os níveis de glicose  no sangue e libera a medicação que tem a função de diminuir os picos de açúcar no momento em que ocorrem.


Para produzir o adesivo, os pesquisadores utilizaram um material forte e flexível, chamado de grafeno, feito de átomos de carbono e aplicado, muitas vezes, em dispositivos portáteis. Ao aplicar o adesivo sob a pele humana, o patch capta seu suor e, por meio de sensores, mudanças no PH e na temperatura do suor são percebidas, sinalizando que o nível de glicose no sangue está acima do aceitável. A partir disso, partículas que revestem o adesivo vão se dissolvendo e expõem microagulhas responsáveis por liberar a metformina, substância redutora e regularizadora dos níveis de açúcar no sangue.

Até o momento, o dispositivo foi testado em ratos diabéticos e em dois homens adultos com a doença. Somente quando houver um aprimoramento da entrega da metformina para injetar as doses exatas em humanos é que os testes serão realizados em outras pessoas.

Por Renata Branco

Comente