Perda da audição

Perda de audição

A perda auditiva gera muitos impactos na vida de uma pessoa. A dificuldade de comunicação e o possível isolamento da sociedade podem interferir também no aspecto econômico. Fica difícil também conseguir emprego. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os ruídos são a terceira principal causa de poluição mundial. A entidade registrou um aumento de 15% de surdez entre a população do planeta.

As maiores causas da perda auditiva são atividades desenvolvidas no próprio trabalho. Trabalhadores que ficam expostos a ruídos intensos podem sofrer com a perda da audição. Prevenir a perda auditiva e outros problemas de saúde no trabalho são possíveis com o uso do protetor auricular que deve ser um acessório inseparável. A fonoaudióloga Isabela Gomes, da Telex Soluções Auditivas, afirma que nem percebemos a gravidade do ruído. "Nós não imaginamos, mas em um ambiente normal de trabalho, como um escritório, o som pode chegar a até 70, 80 dB", disse.

A legislação determina a utilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual) em algumas atividades profissionais. Ouvir música alta também pode ser um problema. Muitos jovens estão acostumados a escutar som alto em MP3, mas é através dos fones que o som atinge diretamente os ouvidos e a colabora para a perda de audição a médio e longo prazo.

Policiais, ambulantes, motoristas de ônibus, motociclistas e guardas de trânsito, entre outros costumam ter problemas de audição devido ao barulho do trânsito intenso. Trabalhadores de indústrias, por exemplo, devem ser submetidos a exames de audiometria de seis em seis meses e, constatada alguma lesão, devem se afastar daquela função. Os músicos que trabalham com shows também apresentam danos na audição com certa frequência.


"São comuns os casos de pessoas que desencadearam uma perda auditiva por exposição ao ruído intenso. Recebemos também em nossas lojas pessoas que trabalham com música, que já possuem perda auditiva, e também aquelas que procuram alguma solução para prevenir um possível dano," afirmou a fonoaudióloga. Ela recomenda o uso de protetores auriculares, que reduzem o volume excessivo, propiciando uma audição mais confortável do som ambiente.

Por Catharina Apolinário

Comente