Pele eletrônica ajuda a detectar câncer de mama

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Pele eletrônica ajuda a detectar câncer de mama

Foto - Shutterstock

Pesquisadores da Universidade de Nebraska-Lincoln criaram uma pele eletrônica que tem a capacidade de detectar câncer de mama, inclusive de massas pequenas de milímetros de espessura.

De acordo com o estudo, a pele é feita de nanopartículas e polímeros que atuam com um alto grau de sensibilidade, afim de gerar imagens de qualidade dos nódulos. A melhor parte é que, por ter uma precisão bastante ampla, a pele elimina a necessidade de ter que apertar o local para exame (como acontece com as mamografias) ou qualquer outro tipo de desconforto.

"A pele eletrônica poderia sair na frente do tradicional autoexame, já que pode detectar nódulos pequenos no tecido mamário com uma precisão que nem os dedos de profissionais poderiam distinguir", afirmam os pesquisadores participantes do estudo. Até o momento, os testes foram aplicados em mamas feitas de silicone e detectaram nódulos de 5 milímetros e de 20 milímetros.


Por Tissiane Vicentin

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: câncer de mama