Outubro Rosa: tire suas dúvidas sobre o câncer de mama

Dúvidas sobre o câncer de mama

Foto - Shutterstock

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer que mais atinge pessoas no mundo, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Estima-se que, em 2014, sejam registrados 57,12 mil novos casos da doença.

Você ainda tem algumas dúvidas sobre ela? Confira abaixo a nossa lista de informações para esclarecer um pouco mais sobre esse tipo de câncer.

Causa: alguns fatores como histórico familiar, idade, primeiro filho em idade avançada, não amamentação, alcoolismo, obesidade, menstruação precoce ou menopausa tardia, reposição hormonal, entre outros, são associados ao risco de desenvolvimento do câncer de mama. Não há evidências científicas de que próteses mamárias contribuem para o desenvolvimento do câncer. Também não há comprovação de que anticoncepcionais possam aumentar o risco desse tipo de doença.

Sintomas: o mais comum é a pessoa perceber um nódulo na mama ou axilas, e ele geralmente não doi. Também podem aparecer irregularidades na pele (como buraquinhos, franzidos), vermelhidão, dor; descamação, secreção ou mesmo alteração no formato do mamilo. Notou qualquer alteração? Vá ao médico. Somente ele pode indicar os exames corretos para saber se é algo mais grave.

Detecção: são 4 as classificações do estágio do câncer. No tipo 0 é raro que ele seja detectado na forma de nódulo. Por isso é importante os exames de rotina para a identificação de canceres o quanto antes - quanto mais cedo descoberto, mais chances de cura.

Tratamento: ele envolve diversos especialistas, além do oncologista, e varia dependendo da evolução da doença de cada paciente. O tratamento pode envolver, além de cirurgias (e isso inclui mastectomia em casos mais graves), quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia.

Cura: as chances de cura pode chegar a 95% quando detectado o câncer em seus estágios iniciais.

Vale ressaltar que homens também podem desenvolver câncer de mama: cerca de 1% do total de casos da doença são do sexo masculino - é raro, mas não impossível.

Uma alimentação equilibrada, exercícios físicos e exames periódicos são aliados na prevenção do câncer de mamas.


Por Tissiane Vicentin

Comente

Assuntos relacionados: câncer de mama outubro rosa