Os efeitos nocivos da radiação solar nas crianças

solcrianças

Foto - Shutterstock

A maioria dos pais e educadores ainda desconhece efeitos nocivos da radiação solar nas crianças. Mesmo nos dias nublados, proteger os pequenos durante as brincadeiras ao ar livre é essencial.

As dúvidas, ainda são muitas quando o assunto é proteção. O resultado está em uma pesquisa inédita realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional São Paulo com o objetivo de avaliar se os brasileiros entendem de fato a necessidade da proteção solar para os pequenos também fora dos meses de verão e em situações específicas, como os momentos da criança na praia.

"O dado mais preocupante é que, de fato, tanto os pais como os educadores acreditam que estão atuando da forma correta na proteção solar", explica o dermatologista Paulo Criado, presidente da SBD - Regional São Paulo.

Os resultados da pesquisa serão utilizados pela SBD para intensificar a campanha "Sol, amigo da infância - pele protegida para toda a vida". A pesquisa ouviu 823 pais e 157 educadores em todo o país. A partir de agora, a SBD - Regional São Paulo vai lançar um novo site com informações para pais e educadores e também uma fan page no facebook com o objetivo de comunicar a esses públicos as vantagens e cuidados que devem ser observados no dia-a-dia das crianças na exposição ao sol.

Os médicos também pretendem ampliar a campanha nas escolas que, até agora, já atingiu mais de 70 mil crianças em todo o Estado. "Os pais já sabem que devem utilizar o protetor solar, por exemplo, durante as férias de verão", explica Criado. "Mas esquecem que, mesmo nos nublados, a criança está exposta aos raios UV, muitas vezes, até mais nocivos do que nos dias de sol", completa.

Apesar de 58% dos pais e 57% dos educadores afirmarem que a exposição excessiva ao sol na infância pode levar ao câncer de pele, por exemplo, o comportamento de risco das crianças e adolescentes brasileiros em casa ou na escola revela que teoria e prática não andam juntas quando o assunto é prevenção. Ainda assim, há um número relevante, 23% dos pais e 19% dos educadores, que ignoram também o risco da exposição solar excessiva.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: crianças sol protetorsolar