Os benefícios da fitoterapia

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
o que é fitotepia

O uso medicinal de plantas e ervas em chás, compressas, gargarejos e outras maneiras tem o poder de tratar e curar doenças. Mas é importante lembrar que todas as plantas têm mais de um princípio ativo. Algum dos princípios ativos podem ser contra-indicados para alguns usuários, podendo causar danos à saúde. Por isso é sempre bom consultar um especialista para saber qual a melhor forma de proceder com a manipulação de ervas e plantas medicinais.

Algumas plantas e ervas são importadas e até processadas em pílulas, mas muitas são bem populares e podem ser compradas em qualquer supermercado, sem oferecer riscos se administradas adequadamente. Veja algumas delas:

Manjericão - considerado principalmente um tônico do sistema nervoso central, ele atua nos estados de insônia e ansiedade, age nas vias respiratórias, nos espasmos musculares, regula o ciclo menstrual e é utilizado para dores estomacais, diarréias, cólicas, lesões na boca e na garganta e contusões.

Alecrim - ele é bom para a função digestiva, muito usado para tratar faringite, pneumonia, diminui a pressão arterial e é usado como calmante quando em forma de incenso.

Gengibre - combate dores reumáticas, é afrodisíaco e descongestionante. Bom para grpies e obstruções nasais, letargias e casos de flatulência.


Agrião - Bom no funcionamento do pulmão, atuando como expectorante. Pode tratar tosses secas, alguns tipos de asma e estimula o apetite de crianças. Ideal para comer em saladas.

Pimenta-do-Reino - poderoso antialérgico e antiséptico, reduz infecções urinárias e regula a mesntruação, pode ser usado para casos de vômitos e náuseas.

Por Jessica Moraes

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente