Obesidade pode ajudar a desenvolver câncer de ovário, diz estudo

Câncer de ovário

Foto - Shutterstock

Um estudo realizado pelo Instituto Americano para Pesquisa do Câncer mostra estar acima do peso ideal aumenta o risco de desenvolver câncer de ovário - o tipo de câncer ginecológico que mais mata mulheres nos Estados Unidos (aproximadamente 14 mil mulheres morrem por ano por conta dessa doença).

De acordo com o relatório, outros tipos de câncer também estão associados ao sobrepeso: câncer de mama pós-menopausa, câncer colorretal, câncer do endométrio, câncer de esôfago, de rins, do pâncreas e da vesícula biliar. Aproximadamente 585,6 mil casos desses 8 tipos de câncer juntos são detectados todos os anos somente nos Estados Unidos - estima-se que manter o corpo saudável poderia prevenir 1 em cada 5 casos, ou aproximadamente 120,9 mil casos de câncer todos os anos.

"Essa é uma descoberta importante, porque mostra uma maneira de as mulheres reduzirem as suas chances de ter câncer no ovário. Há tanto que não sabemos sobre a prevenção desse tipo de câncer, mas agora podemos dizer às mulheres que manter um peso saudável pode ajudá-las a se protegerem contra doenças potencialmente fatais", afirmou Elisa V. Bandera, Professora Associada de Epidemologia do Instituto Rutgers do Câncer em Nova Jersey.

O estudo, realizado em parceria com o Fundo Mundial para Pesquisa do Câncer, contou com uma equipe de investigadores que precisaram revisar 25 outros estudos sobre o assunto, que analisavam 4 milhões de mulheres - dentre as quais 16 mil desenvolveram câncer no ovário. O levantamento mostrou que para cada 5 pontos que eram acrescentados ao IMC (Índice de Massa Corpórea) normal, o risco de desenvolver câncer de ovário aumentava em 6%.

"As últimas descobertas do Projeto nos dão outro lembrete de que o nosso peso e nosso estilo de vida desempenham um papel importante no risco de desenvolver câncer, tanto para mulheres quanto para homens", disse a diretora associada do Programas de Nutrição do Instituto, Alice Bender. "Esta é uma mensagem realmente forte. Não há garantias, mas acrescentar atividades físicas e uma porção de alimentos saudáveis no seu dia a dia são medidas que você pode tomar hoje para reduzir o risco de câncer e outras doenças crônicas também."


Por Tissiane Vicentin

Comente

Assuntos relacionados: obesidade câncer de ovário