Obesidade aumenta o risco de câncer

obesidade e risco de cancer

Que a obesidade faz mal à saúde todo mundo sabe. Com o passar do tempo, especialistas no assunto descobrem cada vez mais doenças associadas ao mal, entre elas, depressão, apnéia ou mesmo câncer. Por isso, exercícios físicos regulares e uma boa alimentação são fontes para uma vida saudável. Veja os principais problemas relacionados com a doença:

Depressão e ansiedade: as cobranças de uma sociedade que tem como modelo de beleza corpos sempre magros e definidos geram, nos que não se encaixam no padrão, uma sensação de desconforto;

Apnéia do sono: é uma breve parada respiratória que se repete durante o sono. Como resultado, a pessoa não dorme bem, passa o dia sonolenta, perde qualidade no trabalho, além de aumentarem os riscos de hipertensão e arritmia cardíaca;

Problemas mecânicos: coluna, joelhos e tornozelos sofrem muito com o excesso de peso;

Câncer de cólon (intestino) e de próstata: estatísticas mostram que a alimentação rica em gordura aumenta o risco de câncer nessas regiões;

Câncer de endométrio (útero): a mulher obesa produz mais estrogênio e, quanto mais hormônio, maior o risco de câncer, principalmente em mulheres que estão na menopausa;

Cardiopatias e diabetes: os obesos tendem a ter alta taxa de triglicerídeos e baixa taxa de HDL (o colesterol bom), além de tendência à hipertensão.

Comente

Assuntos relacionados: obesidade ansiedade estrogênio