O tratamento certo para cada tipo de olheira

Peeling e vitaminas podem ajudar na redução das temidas olheiras
olheira-tratamento

Foto - Shutterstock

As temidas olheiras  podem acabar com o visual da pele de qualquer mulher. Elas podem ser o resultado de uma noite mal dormida ou até mesmo de  fatores como genética, etnia, idade ou alergias.  E devido a tantas possíveis causas, devemos tratar o problema de uma forma adequada.


Para acabar com essa inimiga da beleza, além de hidratação e protetor solar, precisamos identificar qual o tipo da olheira. Veja a seguir qual o tratamento específico para seu tipo de problema: 

Olheiras por perda de elasticidade e flacidez

Elas costumam aparecer a medida que o tempo passa. Neste caso, mesoterapia, hidratante com ácido hialurônico, silício e aminoácido, assim como radiofrequência, peeling ou laser são indicados.

Olheiras ressaltadas

Oriundas da ocorrência de sulcos na região e do deslocamento de células de gordura, elas podem ser tratadas com aplicação de ácido hialurônico, que elimina o aspecto de cansaço do rosto.

Olheiras de hiperpigmentação

O melhor tratamento para este tipo é a prevenção através da proteção solar. De qualquer maneira, elas podem também ser amenizadas com peeling e cremes despigmentantes.

Olheiras por problemas circulatórios

Este tipo de olheira costuma ser roxa ou azulada e se tornam mais evidentes ao longo dos anos, devido à perda de espessura da cútis. Podem ser tratadas com cremes de vitamina K e drenagens.

Olheiras temporárias

Como o próprio nome sugere, elas aparecem de maneira pontual, devido à falta de sono ou alguma patologia específica. Normalmente, costumam desaparecer sozinhas, mas podem ser suavizadas com passagem e compressas frias.

Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: olheiras tratamento olheiras