O cérebro reage aos nossos pensamentos

O cérebro reage aos nossos pensamentos

Foto: Dreamstime

Você pode influir no modo como seu cérebro processa informações, escolhendo o tipo de insumos com que alimenta sua mente. Com um simples pensamento ativamos determinadas áreas no cérebro, que estão ligadas à emoções específicas.

Coragem, iniciativa, autoconfiança, determinação, alegria, medo, depressão, dúvidas paralisantes, tristeza, ansiedade, assim por diante, são estados gerados pela química cerebral em combinação com os pensamentos gerados por nosso estado mental.

Se você tem esse poder, por que não usá-lo a seu favor? Não fazer isso é mais ou menos o mesmo do que possuir tesouros incontáveis e viver na pobreza, mendigando pelo mundo, enquanto suas riquezas permanecem trancadas.

O pensamento é um instrumento poderoso que oferece a oportunidade de viver a vida com que você sonha. Não se trata de acreditar ou não, mas de comprovar através da própria experiência, o poder criador da mente.

Os pensamentos têm origens em várias fontes, muitas, inconscientes. Se, por um lado, não é possível controlar os pensamentos que surgem em sua mente, você pode aprender a substituí-los por outros, de modo a fazer com que os pensamentos negativos e limitantes permaneçam o menor tempo possível com você.

Tudo aquilo com que você entra em contato influencia os pensamentos que surgem em sua mente. Por isso, é fundamental selecionar no mundo as informações com que se alimenta internamente.


Uma pessoa com bom senso não escolhe alimentos venenosos para comer. Da mesma forma, é preciso reconhecer e evitar os venenos para a mente e para o espírito. A predominância de pensamentos bons passa a atrair correntes mentais da mesma natureza, atraindo para a sua realidade todas as coisas que são boas.

A colunista Jael Coaracy é escritora, personal e executive coach. Contatos - jaelcoaracy@gmail.com http://www.vaidarcerto.com.br

Comente