Mulher com câncer sobrevive 15 anos sem tratamento graças a exercícios

Os danos do câncer sem cura foram contidos graças à sua rotina de exercícios e boa alimentação
câncer sem tratamento

Foto: PA Real Life

Jo Green é uma pessoa extremamente ativa, determinada e principalmente, focada. Adepta à alimentação saudável e amante do fitness, a mulher de 38 anos é do tipo que faz do seu corpo seu próprio templo, cuidando da saúde da melhor forma possível dia após dia. O que Jo não esperava, era que seus hábitos saudáveis estivessem salvando sua vida por 15 anos. 

Tudo começou há dez anos atrás, quando ela começou a sentir fortes cólicas e diarreia. Por uma década, Jo acreditou que apenas sofria com problemas de estômago, até que uma forte crise de dor foi motivo para que ela fosse hospitalizada em 2011. O que os exames apontaram no hospital foi devastador: Jo sofria com um câncer raro e de crescimento lento do sistema neuroendócrino. Ela passou por uma cirurgia que removeu um metro do seu intestino, deixando uma cicatriz em sua barriga.


Após isso, Jo acreditou que estava livre da doença, mas seus problemas ainda não haviam acabado. Anos depois, ela descobriu que o tumor cresceu novamente e só havia sido contido por conta da sua boa alimentação e rotina de exercícios. "Eu perguntei ao médico há quanto tempo o câncer estava ali, crescendo e meu cirurgião deu uma estimativa de 15 anos", disse ao Daily Mail.

câncer sem tratamento

Foto: PA Real Life

Mais uma bateria de exames confirmou que o câncer é de um tipo raro, incurável. Isso significa que cirurgias para retirar os tumores só dariam a Jo mais alguns anos, mas não a livrariam da doença. "Eu tenho noção de que meu câncer irá regredir, mas eu estou esperando que os cirurgiões me deem mais anos, removendo os tumores que aparecem", conta.

câncer sem tratamento

Foto: PA Real Life

De acordo com ela, os exercícios a ensinaram a lidar com a dor. Hoje ela aceitou o fato de estar vivendo com câncer e procura a felicidade extrema em cada dia que vive.

Por Thamirys Teixeira

Comente