Monitores para ajudar no sono podem piorá-lo, diz pesquisa

Monitoramento do sono

Foto - Shutterstock

Os aplicativos criados para monitorar o sono podem, no fundo, piorá-lo. Isso por que eles se tornam mais um motivo de preocupação para quem usa, dificultando o relaxamento. Irshaad Ebrahim, do London Sleep Centre, disse: "As pessoas podem se tornar obcecadas e essa preocupação pode levá-las a ter um sono menos decente".

Esses monitores geralmente são ligados a um smartphone e controlam qualquer movimento que você tenha durante o sono. Estudos mostram que quem tem menos de 6 horas de sono, tem 3 vezes mais chances de ter pressão alta. Já mulheres que dormem menos que 4 horas por noite têm o dobro de chances de morrer de doenças do coração.

Outros estudos relacionam a falta de sono com diabetes, obesidade, câncer e deterioração da memória. No entanto, o especialista afirma que não é a quantidade de horas dormidas que faz a diferença, mas sim a qualidade do sono.


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: sono dormir aplicativos