Menino com parte do cérebro no nariz se recupera após cirurgia

O menino nasceu com parte do cérebro do lado de fora do crânio, anomalia denominada de encefalocele, ou saliência cerebral
bebê encefalocele nariz

Foto: HotSpotMedia

Um bebê de um ano e nove meses foi diagnosticado com uma condição rara, que afeta 1 em cada 5.000 crianças nascidas em todo o mundo. Trata-se da encefalocele, um defeito na ossificação do crânio que faz com que fluidos cerebrais se alojem no rosto, mais especificamente no nariz, no caso da criança.


O pequeno Ollie Trezise, nascido no país de Gales, nasceu com a condição e teve de ser submetido a diversas cirurgias para que levasse uma vida normal e saudável.

bebê encefalocele nariz

Foto: HotSpotMedia

bebê encefalocele nariz

Foto: HotSpotMedia

De acordo com sua mãe, Amy Poole para o jornal britânico Daily Mail, lidar com o preconceito e a intolerância de algumas pessoas foi extremamente difícil. Ela foi bombardeada com críticas ofensivas pelo simples fato de ter optado por dar à luz ao garotinho. "Uma vez, uma mulher me disse que eu nunca deveria ter deixado meu filho nascer", conta. Além disso, algumas pessoas insistem em chamar Ollie de feio. Um absurdo, não?

bebê encefalocele nariz

Foto: HotSpotMedia

bebê encefalocele nariz

Foto: HotSpotMedia

Por conta da condição, a própria mãe já chegou a chamar o pequeno de "Pinóquio". "Ollie é perfeito! Ele é meu Pinóquio da vida real e eu não poderia ter mais orgulho dele", disse.

Para que pudesse respirar melhor e se proteger de doenças graves como meningite e infecções, a criança teve de ser operada em novembro de 2014 para que o nódulo fosse retirado. Segundo Amy, ela teve muito medo de deixar que operassem o filho, porém não houve escolha. As operações, apesar de dolorosas, eram imprescindíveis para a vida da criança.

"Após a cirurgia, Ollie tinha grandes cicatrizes na cabeça e rosto. Apesar disso, ele não deixou de sorrir e dar risadas". contou orgulhosa.

bebê encefalocele nariz

Foto: HotSpotMedia

Hoje, a mulher procura combater o preconceito às diferenças de todas as formas que conseguir."Eu não quero outras crianças fazendo comentários maldosos para Ollie. Eu ainda acho que a melhor forma de combater o bullying é com educação".

Por Thamirys Teixeira

Comente

Assuntos relacionados: Thamirys Teixeira bebês bebês rosto