Mandíbula pode causar dores pelo corpo

Esse problema é cada vez mais comum - saiba como evitar e tratar
mandíbula-dores-corpo

Foto - Shutterstock

Sabe aquela dor de cabeça que insiste em aparecer sem deixar pistas de onde ela vem? Aquele cansaço que não vai embora, mesmo quando você descansa? Ou aquela dor na coluna que não te deixa fazer as atividades diárias? A culpa pode ser da região da mandíbula

Chamada de ATM (Articulação Têmporo Mandibular), a mandíbula é uma das engrenagens mais importantes do nosso corpo. Além de ser responsável pela mastigação, é ela quem nos faz engolir, falar e bocejar, por exemplo. Quando ela não funciona como deveria, podem surgir diversos problemas que prejudicam a qualidade de vida do indivíduo, entre eles dores orofaciais e para abrir a boca, dores na coluna, estalos e zumbido no ouvido, além da tão comum dor de cabeça.

“Chamamos este distúrbio de DTM – Disfunção Têmporo Mandibular, que é quando existe um funcionamento anormal da ATM, ligamentos, músculos da mastigação ou osso maxilo–mandíbular, dentes e estrutura de suporte dentário”, explica o cirurgião dentista especialista em cirurgia buco-maxilo-facial, Dr. Antônio Barcellos.

Ele afirma que esta disfunção causa um grande incômodo no paciente, justamente porque há uma sobrecarga nos músculos da face que refletem em dores nos olhos, na cabeça, no pescoço e até mesmo na coluna. 

Um dado interessante é que as mulheres são a maioria quando o assunto é DTM. Estima-se que de cada dez pessoas com o distúrbio, oito são mulheres e apenas dois são homens.

E como esta doença provoca sintomas comuns, muitas vezes o paciente demora para ter um diagnóstico correto. “É comum os pacientes procurarem médicos neurologistas e otorrinolaringologistas antes de chegarem ou serem encaminhados ao cirurgião dentista buco-maxilo-facial”, comenta Dênis Bontempo.  

A melhor opção é sempre procurar um cirurgião dentista caso tenha algum deste sintomas com frequência. “Sabendo que o que é a DTM, fica mais fácil para o paciente detectar sintomas e procurar o tratamento correto” conclui o especialista.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: mandíbula