Insônia? saiba como evitar os 7 pecados do sono

sono insonia

Foto - Shutterstock

Para ter um sono de qualidade é necessário disciplina, adoção de hábitos saudáveis e utilização de acessórios essenciais para o descanso. Um sono de má qualidade pode ser consequência de erros cotidianos que, muitas vezes, passam despercebidos.

Segundo a Consultora do Sono da Duoflex, Renata Federighi, alguns quesitos como alimentação, ambiente em que se dorme, horários, postura correta e travesseiros, merecem total atenção.

Confira abaixo os sete pecados do sono e fique atento para evitar cometê-los.

1. Ambiente inapropriado

Um quarto iluminado, barulhento e mal climatizado não ajuda o sono de ninguém. Para que haja um descanso completo é preciso silêncio, concentração, ambiente arejado e escuro. A luz prejudica os ciclos biológicos e a produção hormonal, já que, quando dormimos na claridade as produções de cortisol e melatonina são interrompidas, dando uma sensação de cansaço pela manhã.

2. Travesseiro errado

Pouca gente se dá conta da importância do travesseiro para a garantia de uma boa noite de sono. Já existem no mercado, travesseiros adequados para cada biotipo e gosto pessoal. O travesseiro correto deve preencher completamente o espaço existente entre a cabeça e o colchão, alinhando a coluna cervical, garantindo um sono restaurador e prevenindo futuros problemas de coluna.

3. Postura incorreta

Manter a postura correta durante o sono é um cuidado que pode evitar problemas mais sérios na coluna cervical. O ideal é manter a coluna sempre alinhada com o tronco, a fim de melhorar a circulação sanguínea e facilitar os estímulos elétricos enviados pelo cérebro aos demais órgãos do corpo.

4. Privar-se do sono

Especialistas recomendam, pelo menos, oito horas de sono para que o indivíduo possa ter um descanso revitalizador. Assim o corpo consegue realizar todas as funções que ocorrem durante o período noturno. É importante lembrar que a interrupção ou incompletude de qualquer uma das fases do sono são responsáveis pelo sono de má qualidade, que, em longo prazo, pode prejudicar o equilíbrio do organismo e a saúde.

5. Fazer refeições antes de deitar

Ingerir, principalmente, alimentos que promovam o aumento dos níveis de insulina (acionando assim o metabolismo) pode influenciar na má qualidade do sono. Quanto maior a refeição noturna, maior dificuldade de digestão e pior o sono. Antes de dormir, o mais indicado é que a pessoa dê preferência aos alimentos que ajudam a relaxar, entre eles, alface, maçã, pepino, salsão e ervas como, camomila e cidreira.

6. Bebidas estimulantes e fumar antes de dormir

Refrigerante, café, chá e chimarrão contêm cafeína, um estimulante que atrasa a chegada do sono e prejudica a qualidade das horas dormidas. O ideal é deixar essas bebidas de lado pelo menos uma hora antes de ir para a cama.

7. Deixar a TV ligada ou levar aparelhos eletrônicos para a cama

O maior problema da televisão, do laptop, do tablet e do smartphone não é a distração que proporcionam, mas o tipo de iluminação que irradiam. Isto porque, a luz branca artificial desses aparelhos inibe a produção de melatonina, hormônio responsável pela estimulação ao sono.

Sendo assim, o corpo se mantém desperto por mais tempo do que deveria e, quando se entrega ao cansaço, experimenta uma noite mal dormida, com interrupções.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: sono insônia