Hormônio da gravidez é usado para emagrecer

Hormônio gravidez emagrecer

Foto - Shutterstock

As norte-americanas estão pagando mais de mil dólares por mês para diminuir o peso, com a ajuda do hCG (gonadotrofina coriônica humana), conhecido como hormônio da gravidez. Com aproximadamente 21 injeções diárias, combinadas a uma dieta de 500 calorias, o tratamento com a substância pode dar um fim definitivo às gorduras localizadas.

Apesar da promessa que atraiu a mulherada dos EUA, não existe nenhum estudo científico que comprove a eficácia do hormônio para combater o peso. A possível descoberta do emagrecimento com HCG aconteceu há 50 anos, mas só em 2014 que a febre começou a pipocar.

O hCG é um hormônio produzido durante a gestação para controlar o corpo lúteo - é uma espécie de cicatriz temporária, formada no sistema reprodutor e que se rompe para a saída do óvulo. Na gestante, a substância é essencial para a produção de progesterona, que induz o crescimento do feto.

O tipo de hormônio é produzido naturalmente pelas grávidas, mas também é comum em tratamentos para diminuir a infertilidade, já que também estimula a ovulação nas mulheres e produção de testosterona nos homens. É o mesmo hormônio que confirma a gravidez.

O Código de Ética Médica do Brasil desaprova o uso do hormônio para fins de emagrecimento. Apesar de poder ser comprado pela internet, o hCG pode provocar problemas na saúde, como embolia pulmonar, vômitos, dores abdominais, fadiga, irritabilidade, fraqueza, formação de ovários policísticos, aumento de testosterona, doenças cardiovasculares e, acredite, em grande quantidade provoca a infertilidade da mulher.


Por Caroline Sarmento

Comente

Assuntos relacionados: emagrecimento dieta hormônio hcg gravidez