Ginástica laboral contra a LER

[img=1]

Doenças relacionadas ao esforço repetitivo, as chamadas LER (lesão por esforço repetitivo) como tendinites, têm sido cada vez mais comuns na maioria das empresas. Esses males parecem inevitáveis, já que o trabalho ocupa um grande espaço do dia dos funcionários, mas é possível suavizá-los. Para isso, foi criada a ginástica laboral, realizada exatamente durante a atividade profissional.

Muitas corporações destacam a importância da produtividade e investem em programas de treinamento. Porém, além dos esforços repetitivos, deve-se destacar o emocional. O trabalhador que sofre altos níveis de estresse acaba tendo problemas físicos que interferem diretamente na qualidade da produção. Ansiedade, irritação e falta de concentração podem ser originários de incômodos causados por horas na mesma posição. É aí que a ginástica laboral mostra a sua função.

A atividade física praticada coletivamente dentro do ambiente de trabalho, com a orientação de um profissional traz benefícios físicos, fisiológicos, psicológicos e sociais.

As empresas que implantam programas de ginástica laboral acabam evitando as faltas no trabalho por motivos de saúde, economizando em despesas médicas com os funcionários e têm um ganho de produtividade e qualidade nos resultados de trabalho.

Fonte - MBPress

Comente