Formas de emagrecimento

formas de emagrecimento

Sempre falei que todas as formas de emagrecimento funcionam desde que a pessoa interessada se disponha fazer. Temos muitas opções para emagrecer e sempre aparece mais uma novidade. Cada uma delas com uma proposta diferente, prometendo redução de peso em pouco tempo.

Gostaria de comentar nesta coluna algumas verdades sobre o assunto, pelo menos o que se sabe até hoje, sem falsidade. A obesidade se instala quando a ingestão de alimentos supera as necessidades de cada um. Isso varia de pessoa para pessoa.

Ingestão de alimentos = Gasto metabólico + Atividades físicas

Nessa equação temos influências diversas que valem a pena comentar. Geneticamente algumas pessoas, percentual de aproximadamente 2 a 4 % da população, apresentam problemas endócrinos, geralmente desde a infância. Estas pessoas precisam ser tratadas com endocrinologistas.

A maioria dos obesos pode ser orientada nas seguintes variáveis da equação:

Ingestão de alimentos - Deve ser considerado: quantidade, qualidade, proporção, adequação, horário da ingestão (observar o relógio biológico), regularidade. A quantidade não pode ser exagerada, a qualidade dos alimentos, isto é, a variedade tem que ser observada para se obter a necessária reposição de nutrientes, incluindo vitaminas, minerais, fibras e água, a proporção entre os principais nutrientes que são carboidratos (60%), proteínas (15%) e gorduras (25%), adequando a ingestão para o tipo e idade do organismo, horários regulares de café da manhã, almoço e jantar (sendo que este não deve ser copioso e passar das 21 horas) e finalmente não desprezar nenhuma refeição.

O gasto metabólico de uma pessoa para outra é diferente. Uns tem metabolismo acelerado e outros o metabolismo é mais lento e de menor necessidade. Cabe aqui cada pessoa descobrir o seu pela observação.

Atividades físicas - Esta variável é bem variável mesmo. Depende do estilo de vida da pessoa. É sedentária ao extremo ou faz algum tipo de exercício? Observa-se que após os 25 anos a atividade física vai diminuindo por algumas razões (casamento, tipo de serviço etc.), mas a ingestão de alimentos continua e, às vezes, até aumenta. Por exemplo, com o casamento.

A equação pode sofrer influências de um lado ou de outro dependendo da forma com que a pessoa age.

Ingestão de alimentos = Gasto metabólico + Atividades físicas

Em todas as variáveis da equação a pessoa pode interferir, pois depende de sua única e exclusiva vontade.

Por Dr. José Rui Bianchi

Médico psiquiatra e Autor do livro

"Emagrecer também é Marketing" - DVS Editora

Comente